morauto_export Moto-Center-Bike_aprovado lages_jasc_blog_700x100px
camaralages_export
Participe pelo nosso WhatsApp

(49) 9 9119-9209

Hora local

EFETIVO-PM-e-BM-20171
O Serviço de Atendimento Pré- Hospitalar (Sv APH) prestado com eficiência e qualidade pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Santa Catarina (CBMSC) à população catarinense, por meio das viaturas de Auto Socorro de Urgência/Emergência (ASU), pode estar seriamente comprometido.Isto porque uma nova diretriz baixada na última semana, pelo Comando-Geral do Corpo de Bombeiros Militar para o funcionamento desse serviço acarreta mudanças no atendimento e coloca em risco a saúde de quem recebe e também de quem presta socorro às vítimas. 
A nova norma (Diretriz de Procedimento Operacional Padrão - DtzPOP Nr 02) estabelece que, em virtude da defasagem do efetivo, as viaturas de Auto Socorro de Urgência/Emergência (ASU) poderão ser compostas por apenas dois socorristas, sendo apenas um bombeiro militar. Essa decisão contraria a Portaria nº 2.048 do Ministério da Saúde, que regulamenta o funcionamento dos Sistemas Estaduais de Urgência e Emergência e que estabelecem que para as ambulâncias de resgate (tipo C), que se assemelham às ASU, são necessários, no mínimo, três bombeiros militares para desempenharem a função de socorristas.
 
“Se a viatura estiver em deslocamento, como fazer um atendimento adequado de parada cardiorrespiratória, por exemplo, com apenas um socorrista se o outro vai estar dirigindo?”, questiona o presidente da Associação de Praças de Santa Catarina, subtenente PM Edson Fortuna.
 
Também nos casos de traumatologia, os protocolos internacionais de imobilização de coluna cervical exigem a atuação de três socorristas em seus procedimentos. Sendo realizada em dois não será executada de maneira correta colocando o paciente poli traumatizado em risco de receber o manuseio inadequado e ir parar em uma cadeira de rodas.Além de reduzir o número para dois, a nova medida quer substituir um dos militares por um bombeiro voluntário, o qual não possui curso de formação e a capacitação necessária para desempenhar a função. 
Preocupada com a situação, a Aprasc, por meio de sua assessoria jurídica, já entrou com mandado de segurança, com pedido liminar, contra ato supostamente ilegal praticado pelo Comando Geral.  “A ilegalidade do ato consiste em editar uma Diretriz que é contrária ao que estabelece a Portaria nº 2.048 do Ministério da Saúde, que define regras e critérios que foram modificadas através da normativa estadual”, afirma Fernando Santos da Silva, um dos advogados da Aprasc.
 
 
A portaria deixa clara a necessidade das viaturas de resgate ser compostas por três profissionais militares – policiais rodoviários ou bombeiros, sendo um motorista e outros dois profissionais com capacitação e certificação em salvamento e suporte básico de vida.
 
Auto Socorro de Urgência/Emergência (ASU)
 
As ASUs atuam em parceria com as SAMUs e objetivam desafogar as emergências dos hospitais. Porém, as competências são diferentes. A SAMU é destinada a atendimentos de casos clínicos de urgência e a do Corpo de Bombeiros é totalmente voltada para resgates de acidentes rodoviários e traumas em geral. Um atendimento fundamental, pré-hospitalar de socorro às vítimas no próprio local do acidente e responsável por salvar muitas vidas.Existem cerca de 115 unidades de ASU no Estado. Em Florianópolis, são cinco – Estreito, Trindade, Centro, Barra da Lagoa e Canasvieras. Porém, três delas funcionam no sistema “pula pula”. Isto é, não existe efetivo suficiente para tripular a viatura ASU e de combate incêndio ao mesmo tempo.
 
Desafagem
 
A defasagem atual é de 1.100 bombeiros. Conforme dados da Secretaria de Estado da Segurança Pública, divulgados em maio último, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina está presente em 134 municípios e possui um efetivo de 2.458 bombeiros (praças e oficiais). 
De acordo com a própria secretaria esse número é bem inferior a necessidade e muito abaixo do efetivo de 3.816 bombeiros, fixado pela Lei Complementar nº 582, de 30 de novembro de 2012. Portanto, a defasagem é 1.100 bombeiros.

 
Concurso X escala 24X48h


Após quatro anos sem reposição do efetivo, o governo do Estado está abrindo concurso para o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina. O edital foi publicado hoje (01.08), com 300 vagas para soldados BM.  A Aprasc aplaude a iniciativa, mas salienta que os 300 novos praças não representarão um aumento de efetivo, pois irão repor apenas uma pequena parte das baixas dos últimos anos. O último concurso foi realizado em 2013.A Aprasc há muito vem denunciando a grave defasagem no quadro de bombeiros militares em Santa Catarina. Portanto, o concurso nada mais é do que uma vitória da mobilização da categoria, que se uniu para reivindicar a reposição de efetivo e protestar contra as escalas abusivas e o fechamento de quartéis. “Parabenizamos a todos que estão conosco nesta luta pela conquista. O concurso atende em parte uma reivindicação para reposição de efetivo e, com essa contratação, está mais próximo o fim escalas 24x48h, que são abusivas e geram 80 horas mensais de trabalho além da jornada ordinária que não são pagas ao servidor”, explica Edson Fortuna, presidente da Aprasc.

WhatsApp-Image-2017-07-31-at-173101Às 16h30min da tarde de segunda-feira, 31, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), e Corpo de Bombeiros, atendeu um acidente envolvendo uma carreta Volvo placas MIN-9663 de Criciúma, carregada de madeira na BR 282, no trevo dos Índios. A carreta seguia sentido Lages/Bocaina,  logo após fazer o contorno do trevo, a carreta tombou, espalhando a carga no acostamento da via.  O motorista identificado como Alexandre dos Santos Bussoli, teve ferimentos e foi encaminhado ao hospital. A carreta ficou tombada na pista, mas o fluxo de veículos fluiu normalmente. 

.be

cartazconcursoApós aprovação pelo Governador do Estado, em março deste ano, do ingresso de mais 300 soldados na corporação, o Corpo de Bombeiros Militar anuncia a abertura de inscrições para o concurso de seleção de novos soldados na corporação militar. Todo o processo licitatório para contratação de empresa para realizar o processo de seleção já foi concluído no início de julho. O edital estará disponível aos candidatos nesta terça-feira, 1° de agosto, quando também abrem as inscrições, que vão até o fim do mês.Do total de 300 vagas, 18 são para mulheres e outras 282 para candidatos do sexo masculino. Para ingresso na corporação, os candidatos devem ter entre 18 e 30 anos (completos no máximo até dia 31/8), ter curso superior em qualquer área de conhecimento, em instituição reconhecida pelo Mec, ter boa saúde física e psicológica e ser aprovado em todas as fases do concurso.Depois de selecionados, os candidatos passam por um período de formação no Centro de Ensino Bombeiro Militar na Capital, antes de assumirem as funções de soldados nas unidades de Bombeiro Militar. A destinação das vagas de lotação acontecerá somente durante a formação dos candidatos.

Texto: Krislei Oechsler- Jornalista

WhatsApp-Image-2017-07-30-at-202852

A Polícia Rodoviária Estadual de Palmeira, e ASU 359 do Corpo de Bombeiros de Otacílio Costa, soldado Ventura e Bombeira comunitária Franciane, atenderam um acidente de trânsito na noite deste domingo, 30, na SC-114 em Palmeira. A jovem Rafaela chaves Kaiser da rosa de 21 anos, dirigia seu veículo Corsa Hatch placa MIN- 0962 de Otacílio Costa, nas proximidades da ponte Rio Cerro Alto/Haras Tessarollo, um indecente(motorista), que não foi identificado, fez uma ultrapassagem indevida, com isso fez a mina perder o controle do veículo e capotar. Rafaela, teve fratura de membro inferior esquerdo, e foi conduzida ao HNSP.