morauto_export Moto-Center-Bike_aprovado 10633A_banner_700x100px-3
camaralages_export
Participe pelo nosso WhatsApp

(49) 9 9119-9209

Hora local

“O sucesso tem nome, e é a união de forças. Lages e o Governo do Estado se uniram pelo esporte e esse é o lema do sucesso. Conseguimos fazer o melhor Jogos Abertos da história de Santa Catarina. Motivo de orgulho e agradecimento”, destacou o presidente da Fesporte.

WhatsApp-Image-2017-11-10-at-185940O governador Raimundo Colombo participou nesta sexta-feira, 10, em Lages, de coletiva com a imprensa sobre o balanço da 57ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), na sede Pinheirinho do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais.“O sentimento é de renascimento e fortalecimento dos Jogos Abertos. É um grande impacto na sociedade, vendo todos os ginásios lotados, a repercussão no Estado inteiro, motivando os atletas e reconhecendo o empenho e desempenho de todos. Sem falar na integração entre os municípios”, enfatizou Colombo. 
O presidente da Fesporte, Erivaldo Caetano Júnior (Vadinho), destacou o resgate da competição ao lembrar o sucesso da divulgação nas redes sociais. “Conseguimos recuperar a imagem dos Jasc. Nosso desafio era fazer voltar a família, as crianças para o maior evento esportivo de Santa Catarina”, declarou. O recorde dos números falam por si. Foram quase 500 mil pessoas alcançadas no Facebook, cerca de 2,5 mil acessos por dia no site da Fesporte, e 120 mil impressões no Instagram.“O sucesso tem nome, e é a união de forças. Lages e o Governo do Estado se uniram pelo esporte e esse é o lema do sucesso. Conseguimos fazer o melhor Jogos Abertos da história de Santa Catarina. Motivo de orgulho e agradecimento”, destacou o presidente da Fesporte.Vadinho afirmou a intenção de repetir o evento anualmente com grande êxito. “No ano que vem será em Caçador e a nossa missão será muito difícil em fazer o melhor evento da história. Não podemos parar, temos que avançar e por isso conto com a amizade e o carinho do povo de Caçador para realizar esse evento”.Sobre a importância do evento, o prefeito de Lages, Antonio Ceron, destacou o desafio de preparação com apenas oito meses para sua realização. “Lages tem uma boa estrutura e nós já sediamos três Jogos Abertos. Temos uma parceria com os clubes sociais muito forte, com as associações e colégios, enfim, uma série de instituições que ajudaram na questão da estrutura”.Ceron falou sobre o trabalho da imprensa, que, segundo ele, foi essencial para o sucesso do evento. “Se a gente faz tudo e esconde, não sabemos o que aconteceu. Vocês, da imprensa, fizeram bem para a prefeitura e para o esporte em Santa Catarina”. O prefeito ainda salientou o envolvimento da população. Escolhida melhor jogadora de futsal do mundo por três anos consecutivos, Amandinha, a craque do time de Lages que disputa a semifinal diante de Chapecó nesta sexta-feira, 10, à noite, conclamou a todos a prestigiarem o jogo que garante vaga na final e que terá caráter solidário. “Faço um apelo para que o público leve um quilo de alimento não perecível, porque o esporte transforma vidas”.A 57ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) reuniu 4,6 mil atletas de 96 municípios catarinenses. As competições terminam neste sábado, 11, totalizando 26 modalidades.

Texto: Rafael Vieira Aaraújo /Noticia no Ato