morauto_export Moto-Center-Bike_aprovado 10633A_banner_700x100px-3
camaralages_export
Participe pelo nosso WhatsApp

(49) 9 9119-9209

Hora local

Lages-goleia-Chapeco-e-enfrenta-Itaja-na-final-do-futsal-1Diante de um Ginásio Jones Minosso lotado, Lages garantiu vaga na final do futsal feminino da 57º edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) na noite desta sexta-feira, 10. A equipe anfitriã bateu Chapecó por 5 a 1, e agora enfrenta Itajaí, que superou Blumenau, por 3 a 0, no jogo preliminar.

Lages-goleia-Chapeco-e-enfrenta-Itaja-na-final-do-futsal-5 A decisão da medalha de ouro acontece às 18h30min, com entrada gratuita.A semifinal envolvendo Lages e Chapecó era uma final antecipada, cheia de rivalidade. E o jogo não decepcionou o torcedor. A equipe lageana tomou a iniciativa das ações apesar da forte marcação da equipe do Oeste. O placar foi aberto após cinco minutos de partida, quando Gi Dunguinha recebeu do lado direito do ataque para chutar desviado e vencer a goleira Laura.  O gol desestabilizou Chapecó e Lages aproveitou o momento, em grande jogada de Amanda, que Gi Dunguinha completou para marcar um golaço. Com a vantagem de 2 a 0 no placar, Lages passou a esperar Chapecó na defesa para explorar os contra-ataques. A estratégia deu certo e no final do primeiro tempo, Gi Dunguinha, mais uma vez, marcou o terceiro gol de Lages para delírio do torcedor que ainda comemorava a ampla vantagem, quando Michele descontou para Chapecó.No segundo tempo, Lages voltou a imprimir um ritmo forte e, aos três minutos, Amandinha quase marcou em jogada individual. Diana também apareceu no ataque e acertou uma bomba na trave da goleira Laura.Sem conseguir ameaçar o gol de Bia, Chapecó passou a utilizar a goleira linha Tainara. Mas foi Lages que quase chegou ao quarto gol, com Rubia, mas Laura conseguiu desviar para fora. Aos sete minutos, Chapecó perdeu Nega, expulsa após falta sem bola, e ficou em desvantagem numérica na quadra. Apesar disso, Lages não conseguiu aproveitar os dois minutos com uma jogadora a mais.  Chapecó voltou a utilizar a goleira linha, mas faltando dois minutos, Diana pegou a sobra na frente da área de Lages e chutou para o gol vazio. A bola ainda tocou caprichosamente no poste direito antes de entrar, para festa da torcida. Com câimbras na perna esquerda, Amandinha foi substituída e, enquanto recebia atendimento médico, viu Diana marcar o quinto gol da vitória lageana."Foi um caminho muito longo. A gente sabe que o Jasc foi feito em Lages para a gente chegar na final. Sabemos da nossa responsabilidade e da nossa capacidade. Então, agora vamos comemorar um pouquinho que resta dessa noite, descansar depois e já focar em Itajaí para fazermos um grande jogo", declarou a técnica de Lages, Rafaela Nicoletti.

Texto: Cristiano Rigo Dalcin / Foto: Fom Conradi