//Prefeitura inaugura Centro de Convivência na Várzea

Prefeitura inaugura Centro de Convivência na Várzea

Na estrutura que funciona na rua Cláudio Galeno, no bairro Várzea, serão oferecidos inúmeros cursos gratuitos que devem atender cerca de 500 pessoas

Apresentações de dança, música ao vivo e um lanche especial, marcaram a inauguração do Centro de Convivência do Idoso, no bairro da Várzea. A solenidade, que se transformou em grande festa, reuniu cerca de 300 idosos convidados, vindos de casas asilares e grupos da Terceira Idade.“Hoje, dia 10 de outubro, ficará marcada como uma data muito especial e estou muito feliz de compartilhar com vocês este momento. Porque é necessário que o poder público acolha e apoie os idosos,” declarou o prefeito Antonio Ceron, na abertura do evento, que contou também com a presença da primeira dama Salete Ceron, do vice–prefeito Juliano Polese, secretários municipais e vereadores.“É um grande avanço o passo que damos hoje, porque nossa gestão pretende dar uma atenção especial aos idosos,” afirmou Samuel Ramos, secretário de Assistência Social e Habitação, destacando ainda que em breve, o município também irá contar com um Centro Dia do Idoso, que será construído, no bairro Centenário, em parceria com o Governo do Estado.O Centro de Convivência vai funcionar no espaço que pertence ao município, na rua Cláudio Galeno, no bairro Várzea, mas estava cedido para a Associação da Terceira Idade (Alteri), que encerrou as atividades, por conta das restrições impostas pela lei do Marco Regulatório. A presidente da Alteri, Rita Parizoto, que participou da solenidade afirmou que o projeto da prefeitura representa a continuidade dos trabalhos que a entidade realizava.Para a presidente do Conselho Municipal do Idoso, Zilda Furlan Matos, a implantação do centro de convivência representa a concretização de um pedido antigo. “É uma forma de fazer o idoso sair de casa e interagir. Isso melhora a autoestima, a mobilidade e a saúde deles”, destaca Zilda.No local, serão oferecidas inúmeras atividades gratuitamente, realizadas pela Assistência Social e Habitação, em parceria com as secretarias de Educação, Saúde, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Agricultura e Fundação Cultural. Entre as atividades que serão oferecidas estão: contação de histórias; pintura e desenho; xadrez; danças (vários ritmos); aulas de canto; trabalhos manuais; curso de cabeleireiro e de maquiagem; artesanato; ginástica (projeto Vida Ativa), horta comunitária do projeto Colheita Feliz; atendimento médico e fisioterapia (parceria com as Universidades).  A previsão é que as inscrições iniciem em 15 dias e ficarão abertas até dezembro. As aulas dos cursos terão início em janeiro, e até esta data serão oferecidas atividades de artesanato e dança de salão. A expectativa é atender cerca de 500 pessoas.

Fotos: Carlos Alberto Becker