//Continua a novela da Área Azul no centro de Lages

Continua a novela da Área Azul no centro de Lages

Foi no dia 17 de julho que a Samt suspendeu o monitoramento da denominada Área Azul. De lá prá  cá,estacionar um veículo nas vias públicas do centro, tornou-se um fator de srte. A coisa bagunçou mesmo. Hoje há proprietário de carro que se julga como dono de uma vaga no estacionamento central. Alguns desses indivíduos colocam seus veículos num determinado lugar, e somente desocupa a área ao anoitecer quando vai para casa no final do expediente comercial. Diante dessa obrigação, qualquer pessoa que deseja estacionar um veículo no centro, é claro que não consegue, se obrigando a buscar uma vaga num estacionamento particular, pagando pela hora parada. De um lado, é bom, o bem patrimonial está sendo cuidado, evitando de ser roubado. Porém, haja grana para custear vagas em estacionamento diariamente.
Um caos no centro
Na verdade, após a suspensão do monitoramento, pela Samt, de acordo com o Termo de Ajuste de Conduta, o “TAC” para licitar uma nova concessão. Naquela oportunidade, a direção da Diretran informou que, no dia 26 de julho de 2017 seria aberta dita Licitação para contratação da empres responsável pela elaboração de Edital, que deveria ser aprovado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Enfim essa foi a última informação repassada sobre a tal Área Azul, enquanto isso, estacionar no horário comercial nas vias públicas do centro tornou-se um exercício de paciência para os proprietários de veículos. Muitos dizem: “estou de saco cheio, paciência tem limite”.Com a palavra final, o “Xerifão” Jacinto Beth, executivo da Diretran de Lages.