//Comandante da 2ª RPM quer estender projeto a outros municípios

Comandante da 2ª RPM quer estender projeto a outros municípios

Presente ao lançamento do Projeto Rede Rural de Segurança, cuja solenidade fez parte das comemorações de aniversário dos 35 anos de implantação do 6º BPM , o comandante da 2ª Região Policial Militar, Tenente Coronel PM, Newton Fernando Ayres dos Anjos

, cuja instituição tem ao seu comando três batalhões: de Mafra, de Curitibanos e de Lages, integrados por 39 municípios; sendo que a cargo do 6º BPM de Lages estão 21 municípios que recebem segurança preventiva desta corporação policial militar. Segundo o comandante da 2ª RPM, “muito se tem pela frente. Muito se tem feito e muito ainda por fazer”, observou o oficial.  A implantação do Projeto Rede Rural de Segurança, por ser uma ação inovadora e de grande utilidade na questão da segurança ao homem do campo que de acordo com o Ten. Cel.PM Fernando, “ em breve será estendido às outras jurisdições da 2ª RPM” disse o comandante.

Vale lembrar que o  oficial superior esteve durante um período à disposição da Força Nacional de Segurança Pública. “Nossa vida é cheia de desafios. Durante um ano e seis meses permaneci à disposição da corporação, de onde pude ter uma visão muito ampla de segurança em nosso País. Posso afirmar que, em todos os estados por onde passei, do norte ao sul do Brasil, posso dizer que Santa Catarina é um oásis de tranqüilidade. Entretanto, devemos estar sempre preventivamente, garantindo que nosso Estado continuará assim, seguro e bom para viver. Aproveitando o ensejo, enalteço os 35 anos de existência do 6º BPM , sendo o maior dos que compõem a 2ª RPM. Devo dizer que já tive o prazer de aqui estar, ajudando e participando junto com o amigo Tente Coronel Alfredo Nogueira comandante da unidade. É uma felicidade estar hoje aqui no aniversário deste Batalhão que tanto prezo”, enfatizou o Tenente Coronel Fernando.

Efetivo

Indagado pela reportagem, sobre a questão do efetivo da unidade sediada em Lages, em relação aos 58 novos soldados que estão sendo formados no 6º BPM, assim comentou: “ em conversação com o Comando Geral da PM, em relação à questão técnica e outras situações, queremos que o máximo de praças permaneçam aqui na 2ª RPM. Temos duas turmas se formando, sendo 30 em Canoinhas e, 58 em Lages. Pode até ser que os 58 praças formados permaneçam em Lages. Não podemos precisar ainda, porque a carência de efetivos que temos aqui, também temos no restante do Estado”, concluiu o comandante da 2ª RPM.