//Prefeito revê orçamento e Capão Alto fechará o ano com R$ 3 milhões em caixa

Prefeito revê orçamento e Capão Alto fechará o ano com R$ 3 milhões em caixa

Previsto inicialmente para acontece na manhã desta segunda-feira (16), Câmara de Vereadores a reunião balanço da prefeitura de Capão Alto referente ao exercício 2019, acabou se realizando no gabinete do prefeito Tito Pereira Freitas. E a conclusão segundo o secretário de Finanças Diego Anderson Machado é que o município encerre o ano, com caixa de R$ 3 milhões.
“Semana passada tínhamos uma previsão e ao fazermos o balanço de despesas como folha de pessoal, 13° salário e fornecedores diversos concluímos que a economia será R$ 1 milhão a mais do estimado inicialmente”, declarou Diego Machado. Fora essa economia a previsão para investimentos com recursos próprios em 2020, é de R$ 6 milhões.
Na reunião da manhã desta segunda-feira, cada secretário teve oportunidade de dizer o que não conseguiu fazer em 2019 e porque o não o fez, com base no planejamento do ano anterior. E foi determinado pelo prefeito um novo planejamento com previsão de início meio e fim de cada obra ou ação que vir a ser realizada.
“Temos um calendário eleitoral e tudo deve feito como preconiza a lei. Cada secretário me apresentará até quarta-feira uma planilha de ações e a equipe técnica e financeira vai dar parecer de viabilidade. Os projetos que forem cabíveis no orçamento serão licitados logo no início do ano”, informou o prefeito.
Como os vereadores não confirmaram presença na reunião de balanço de 2019 e planejamento para 2020, o prefeito preferiu manter a reunião no gabinete e reservada apenas ao secretariado.

Parque de Exposições é uma das metas para 2020

Uma das obras previstas para 2020 é a reforma geral do Parquel de Exposições Juca Vieira. Assim que terminou a reunião com secretariado, o prefeito chamou um dos membros da equipe de engenharia e o secretário de Obras Edson Lima de Souza para juntos identificar as intervenções necessárias no parque.
De acordo com o prefeito será feita ampliação das mangueiras de remates, porque a estrutura atual tem sido insuficiente para recepcionar os animis nas feiras. Mas a estrutura emergente a ser recuperada é o Centro de Eventos, que foi parcialmente destruído por um vendaval esse ano.
“Parte da estrutura central do Centro de Eventos desabou e está interditado pela Defesa Civil. Assim que a equipe de engenharia informar o que precisa ser refeito e tivermos as planilhas de custos, vamos analisar a viabilidade e a necessidade de cada intervenção”, pondera Tito Freitas.
O barracão da Comissão Central Organizadora – CCO, também será reformado e melhorado os banheiros que estão em situação crítica. Até meados de janeiro o prefeito deve receber o relatório completo das melhorias no parque Juca Vieira.