Consórcio Cisama da Amures realiza perfurações de poços artesianos em Capão Alto

Em 2020 a estiagem foi bastante acentuada em vários municípios que integram a Amures – Associação dos Municípios da Região Serrana, o que levou a entidade através do Consórcio (Cisama), a contratar um géologo para atuar junto às perfurações de poços artesianos.

O profissional José Arthur frisou que está coordenando o programa elaborado pelo Consórcio Amures. “já estamos realizando à 15ª perfuração. Até ao momento, tivemos que tamponar apenas um que não foi produtivo. Aqui em Capão Alto será a nossa primeira perfuração, em média de 150 metros de profundidade, com uma vazão satisfatória para a comunidade. Estamos perfurando 02 poços por município. Para 2021 pretendemos aumentar. O primeiro de Capão Alto, foi na localidade de Guamirim, e o segundo será na Fazenda dos Moraes. As perfurações foram iniciadas em São Joaquim, depois Lages, Rio Rufino, Bocaina do Sul, Campo Belo, Anita Garibaldi, 01 em Cerro Negro, e agora estamos iniciando o de Capão Alto. É muito difícil avaliar a produção de cada poço perfurado, porém em média é possível o abastecimento de 40 moradias. Realizamos previamente um estudo da situação geológica, com possibilidade de encontrar a vazão desejada de acordo com o lençol freático. A questão da distribuição da água, instalação de bomba e outras estruturas, fica a cargo das prefeituras municipais. O Cisama tem a responsabilidade de realizar as perfurações dos poços”, observou o geólogo José Arthur do Consórcio Cisama da Amures. Uma equipe da Prefeitura de Capão Alto auxilia nos trabalhos.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!