Descaso da Casan: Em pleno século XXI famílias não recebem água tratada

É até inadmissível admitir a situação das famílias que residem no perímetro urbano de Capão Alto, saída para Campo Belo do Sul, num pequeno trecho da Rodovia SC 390, logo após o Cemitério Municipal de Capão Alto.

Conhecedor dessa constrangedora situação daquelas famílias que, o vereador Anderson Luiz dos Santos, da Bancada do MDB, através da Proposição nº 018/21 em Requerimento de Pedido de Providências à Mesa Diretora da Câmara Municipal no sentido de que seja enviado ofício a Leandro Teles de Souza, Chefe da Agência da Casan em Otacílio Costa, informando a atual situação das famílias que estão fora da rede de distribuição de água em Capão Alto, apesar do tempo que essa situação perdura no município sem que seja tomada nenhuma providência por parte da Casan. Ou seja, mesmo em tempo de modernidades, a empresa responsável pelo abastecimento de água não toma conhecimento das agruras e dificuldades que passam as famílias que residem às margens da SC 390.Elas não possuem água tratada em suas residências, e, por incrível que pareça, nos dias de hoje necessitam retirar água direto de poços e vertentes naturais, com qualidade duvidosa. A situação agrava-se ainda mais nos períodos de estiagem, quando a escassez de água acaba sendo um problema para os moradores. Essa é uma questão de Saúde Pública prevista em Lei, um direito do cidadão. É bom lembrar que o direito à água tratada é fundamental para a qualidade de vida das pessoas. Portanto, é inaceitável que a Casan, em pleno Século XXI não respeite os direitos dessas famílias. Vale lembrar que, é uma antiga reivindicação dos moradores que, através de um Abaixo-assinado comprovam o números de moradores que necessitam do atendimento da Casan. Ninguém está pedindo nada de graça, todos querem pagar as taxas impostas em Lei.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!