//Fazem críticas quem não tem conhecimento da realidade

Fazem críticas quem não tem conhecimento da realidade

As gestantes do município são prioridades nos atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde. Quanto ao atendimento no interior uma equipe se desloca todas às quintas-feiras para ir de encontro às pessoas em suas respectivas localidades.

Correia Pinto – Toda enfermidade é de alto risco para quem está vivendo essa situação. Entretanto, uma gestante não é uma enferma, muito pelo contrário, é uma pessoa com disposição de dar à luz a um ser humano. De fato, a cada mês que passa até ao dia do parto, são necessárias todas as atenções e cuidados para que no decorrer dos meses subsequentes nada de anormal aconteça e a gestante tenha um parto dentro daquilo que prevê a Organização Mundial da Saúde. Evidentemente que, a intenção da instituição pública com titularidade na Pasta da Saúde no município tem colocado em prática todos as determinações que preconiza a Rede Cegonha. O fato de alguns políticos não acompanharem o passo a passo das atenções voltadas às gestantes do município, estando alheios à realidade, leva a tecer críticas infundadas, o que, na verdade, suas próprias reputações acabam caindo na falta de credibilidade no seio da comunidade. Até porque, em relação à saúde pública, a maioria da população sabe perfeitamente do esforço e dedicação que a atual administração municipal procura propiciar a todos, indistintamente. O que não acontecia como em outros tempos, quando os privilégios existiam para os asseclas do gestor conforme se comenta por todos os quadrantes do município.

Atendimento completo

O secretário municipal da Saúde, Paulo Cesar Rausch ,explica como é, de fato,  realizado o atendimento à população de Correia Pinto. Seja na sede do município ou no interior. “No caso das gestante, cumprimos todos os protocolos da Rede Cegonha, prestando todas as assistências às futuras mamães do nosso município. Todos os médicos como os enfermeiros tem todo conhecimento de como proceder um pré natal correto, como consultas e exames. Com um detalhe, as gestantes são prioridades em nossas Unidas Básicas de Saúde, sem fila de espera, sempre agendados com antecipação. O município realiza os dois tipos de ultrassom, tanto o obstétrico com o morfológico, o que não é obrigatório. Entretanto, a saúde pública oferta esse atendimento, o que significa que o profissional da saúde como a gestante podem saber como está desenvolvendo a gravidez. É um acompanhamento durante os nove meses da gestação. Nos meses finais a Fisioterapeuta realiza um Curso de Chantalo, o que leva as futuras mamães a ter conhecimento de como lidar com seus futuros bebês em todos os sentidos. Também estamos participando do Planifica SUS, onde será criado um Ambulatório no Hospital Tereza Ramos para atender aquelas gestantes com gravidez de alto risco. E nas questões de consultas, exames e medicamentes as gestantes são prioridades em nosso município. Em relação aos atendimentos realizados no interior, informamos que são realizados todas às quintas-feiras, através de uma equipe completa composta de médico, enfermeiro, farmacêutico, técnico de enfermagem, agente comunitário de Saúde, técnico de Laboratório para coletar material para exame. Temos 13 comunidades do interior, e toda semana a equipe se desloca para realizar o atendimento necessário à população da zona rural, onde as pessoas recebem os cuidados médicos e odontológicos, assim como os exames necessários. E quando necessita uma medicação, o farmacêutico que faz parte da equipe já atende no instante. É um trabalho que se realiza para evitar que as pessoas que residem nas localidades do interior tenham que se deslocar até à sede do município. De fato, houve um atraso na visita, em apenas em uma localidade, face às fortes chuvas que caíram naquela região. Entretanto, tudo já voltou à normalidade. Estou acompanhando pessoalmente a deslocação da nossa equipe, o que pode ser comprovado através de um vídeo enviado por uma pessoa do interior comprovando o atendimento da equipe da secretaria da Saúde, o que gerou elogios ao serviço prestado”, observou o secretário Paulo Rausch.