//“Canceladas” a VI Festa do Peão Laçador e o V Festival da Canção

“Canceladas” a VI Festa do Peão Laçador e o V Festival da Canção

Ainda é cedo para prever o impacto econômico que a Pandemia do Coronavírus pode representar aos municípios. Até porque, eles sobrevivem praticamente das gerações do ICMS, entre outras arrecadações. Grandes empresas, como por exemplo, a Tupi, em Joinville, o município mais industrializado de Santa Catarina poderá ter sérios reflexos em suas arrecadações. Tanto que o Governo do Estado prevê uma queda em torno de 30 a 40% no contexto arrecadatório estadual. O prefeito Celso Rogério em uma rápida avaliação disse que: “Em Correia Pinto as empresas trabalharam dentro daquilo que foi permitido em lei, ou seja com 50% da sua capacidade. Mesmo assim, dentro em breve terão uma queda representativa no ICMS, que é a principal fonte de recursos do nosso município, que giram em torno de R$ 1.200.000 mensais. Com referência ao FPM – Fundo de Participação dos Municípios-, nossa segunda maior receita, será mantido através da Medida Provisória do Governo Federal para os próximos quatro meses, com o menor valor repassado em 2019.

Portanto, não será afetada de uma forma imediata. É prematuro, para fazer uma projeção de qual será o reflexo direto nas nossas fontes de recursos que atinge a nossa receita devido ao Coronavírus. Logicamente que, devemos estar preparados para qualquer medida mais drásticas que devemos de tomar com a redução de despesas. Haja vista que já fizemos o cancelamento da VI Festa do Peão Laçador, assim como a edição do V Festival da Canção previsto para ser realizado de 8 a 10 de maio próximo vindouro. As festas comemorativas ao 38º Aniversário de Emancipação Político-administrativa de Correia Pinto também foram canceladas. Com relação ao atendimento, nós temos desde o primeiro dia, uma Coordenação Gestora da Crise.

Temos os telefones à disposição de todos para quaisquer comunicações de casos suspeitos. Em seguida acontece o atendimento através de uma equipe da Secretaria da Saúde se dirige até sua casa para proceder os exames necessários. Tivemos apenas um caso suspeito.

Não tivemos nenhum caso confirmado de Coronavírus até hoje. A nossa equipe de Saúde está atendendo normalmente nas Unidades de Saúde e no Hospital e a procura tem sido bem pequena, tendo em vista que deverão permanecer em suas residências.  Aqueles que procuram o Hospital Faustino Riscarolli, passam por uma pré triagem , caso tenha sintoma do Coronavirus,  será  encaminhado para Lages que é o centro de referência regional para o devido atendimento. Por outro lado, está sendo dado assistência social aos que necessitam economicamente estão sendo atendidos normalmente através de um telefone que atende 24 horas por dia. As ajudas fornecidas mensalmente são aos mesmos que estão sendo atendidos pela equipe da Assistência Social e da Secretaria da Saúde. Em conseqüência, todos os dias é expedido uma Nota Oficial pela Secretaria de Saúde, citando o quadro de atendimento e a situação em que se encontra em nosso município. As Cestas Básicas são distribuídas conforme o Cadastro existente na Secretaria de Assistência Social. O comércio está voltando paulatinamente a sua normalidade, conforme dispõe as normativas do Governo do Estado. Conforme as avaliações das Assistentes Sociais e necessidade dos munícipes foram liberadas as seguintes Cestas Básicas: Janeiro, 24 cestas; fevereiro, 27 cestas e março, 48 cestas”, frisou o prefeito de Correia Pinto Celso Rogério.