Em votação secreta, Madruguinha é eleito presidente da Câmara de Correia Pinto

Em eleição com chapa única nesta sexta-feira (1), o vereador Osni Antonio do Amaral Duarte, o Madruguinha (PSD), foi eleito presidente da Câmara de Vereadores de Correia Pinto. Ao contrário de muitas câmeras municipais da Serra, que adotaram o voto aberto, o legislativo correiapintense repetiu um procedimento polêmico e alvo de críticas da sociedade: o voto secreto. A prática, embora prevista na Regimento Interno da Casa, contraria um dos princípios fundamentais da administração pública: o princípio da publicidade.

Além do vereador Madruguinha, foram eleitos para compor a Mesa Diretora do legislativo a vereadora Lucia Ortiz (vice-presidente – MDB), Vilso Rostirolla (1º secretário – MDB) e Everaldo da Silva Prego (2º secretário – PSD). A chapa eclética reúne vereadores da oposição e da situação. O MDB, partido da oposição, decidiu apoiar a chapa única em troca dos cargos de vice-presidente e 1º secretário.

O resultado pegou de surpresa muitas pessoas que apostavam na composição de vereadores apenas da situação, que é a maioria na legislatura empossada, entretanto, não houve acordo para que isso fosse possível. A bancada de sustentação do prefeito Edilson dos Santos (PSD), popular Churiço, possui cinco das 9 cadeiras, já a oposição tem quatro parlamentares, todos do MDB.

Para Churiço, independentemente da composição da Mesa, o Executivo continuará com a maioria na Casa para assegurar a aprovação dos projetos de seu interesse. Vale ressaltar que o ex-prefeito Celso Rogério enfrentou uma oposição ferrenha no parlamento na gestão passada, o que impediu a aprovação de projetos importantes de interesse da população correiapintense.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!