Correia Pinto desenvolve o projeto “Desafio das Emoções” nas escolas da rede municipal

Trabalhar estrategicamente para desenvolver a saúde emocional dos estudantes em meio à situação de pandemia do novo coronavírus. Este é o principal objetivo do projeto “Desafio das Emoções”, que será desenvolvido nas escolas da rede municipal de ensino de Correia Pinto. A iniciativa é de responsabilidade e execução das professoras Iris Adriana Leczmann Ferreira e Karina Garcia Martins, com o apoio da Prefeitura do município, por meio da Secretaria Municipal de Educação.

Karina explica que, diante da situação atual do contexto da pandemia, faz-se necessário o uso de estratégias e recursos diferenciados, principalmente no campo educacional e socioemocional, incluindo materiais impressos e tecnológicos, para alcançar todos os educandos. De acordo com Içami Tiba em seu livro “Quem ama, educa, quanto maiores a autoestima e a capacitação para a superação de obstáculos, maior será a autonomia dos filhos”.

O projeto é baseado no filme “Divertidamente”. Ele foi adaptado ao aprendizado da Educação Infantil ao 9º ano Ensino Fundamental, especialmente para os alunos que participam da educação especial na escola comum (recursos adaptados em libras e braile), tanto de forma remota com o envolvimento das famílias e também presencial, em sala de aula com os recursos previamente oferecidos. As ações começarão a ser executadas neste mês de abril e se estenderão durante todo o ano letivo de 2021, envolvendo todas as unidades de ensino da área urbana e rural.

Karina explica que acompanha o projeto um kit (ao todo 17) com apostila explicativa com dinâmicas e estratégias de trabalho; seis bonecos representativos das emoções: raiva, alegria, tristeza, medo, empatia e nojo; encartes de jogos; painéis decorativos; checklist das emoções; atividades para colorir; textos e mensagens referentes ao filme relacionados com o conceito de cada emoção e muito mais. O objetivo é trabalhar as emoções dos estudantes e de seus familiares.

O “Desafio das Emoções” contempla as dez competências da Base Nacional Curricular Comum (BNCC): conhecimento; pensamento científico, crítico e criativo; repertório cultural; comunicação; trabalho e projeto de vida; argumentação; autoconhecimento e autocuidado; empatia e cooperação e, por fim, responsabilidade e cidadania, estruturado e fundamentado na Lei de Diretrizes e Base da Educação (LDB) e também na Lei Nº13.935/2019, com o apoio psicológico educacional da psicóloga Talita Pupo.

“Cuidar da saúde física e mental de nossos alunos permitirá mais segurança e qualidade da aprendizagem. É muito importante manter esse vínculo com os alunos conduzindo para estratégias de uma forma acolhedora baseando-se no amor, no respeito e no cuidado”, destacam as professoras executoras do projeto.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!