//Dia 16 de junho marca 60 anos do falecimento do único catarinense que chegou à Presidência do Brasil

Dia 16 de junho marca 60 anos do falecimento do único catarinense que chegou à Presidência do Brasil

Espaço dedicado à história do ex-presidente é aberto de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h30min, e das 13h30min às 17h

O Memorial Nereu Ramos registra a vida política e familiar do único presidente da República catarinense, falecido em 16 de junho de 1958, vítima de um acidente aéreo. Nereu Oliveira Ramos, nascido na cidade de Lages em 3 de novembro de 1888, foi um homem que conseguiu mudar a imagem da política no Brasil, com sua postura aguerrida e imponente, em um período marcado por um pós-Segunda Guerra Mundial e alterações no regime político no Brasil.

Maria Apolinária, funcionária há mais de dez anos do Memorial Nereu Ramos, é a responsável por transmitir fatos sobre o ex-presidente para turistas, pesquisadores e estudantes. Ela lembra detalhes acerca do trágico acidente que envolveu Nereu Ramos em 1958, e sua trajetória. “Infortunadamente, Nereu Ramos, na época senador, saiu no período de seu acidente da capital do Brasil, (na época Rio de Janeiro), e veio a Florianópolis para uma reunião do Partido PSD. Participa da reunião no dia 15 de junho, e no dia seguinte embarca junto ao governador do Estado na época, Jorge Lacerda e o deputado federal Leoberto Leal, e a aeronave infelizmente é derrubada em São José dos Pinhais, segundo os jornais da época em virtude de um furacão. O presidente foi o único estadista que tivemos até hoje, e políticos como ele fazem falta para o Brasil nesse momento. Ele marcava muito por sua postura, fala, firmeza no que dizia, uma pessoa muito nacionalista, um amor pela sua pátria incondicional, que enfrentou militares e assumiu a Presidência em 11 de novembro de 1955”, conta.

Segundo a historiadora, é preciso ressaltar e dar mais importância à história do Memorial e a do falecido Nereu Ramos, pois a maior parte dos turistas que visita o acervo histórico do ex-presidente não sabe quem ele foi, a importância que teve para a nação, ou mesmo não sabe como ele chegou a postos de tal relevância em sua história. “Já tivemos muitos visitantes oriundos de outras cidades, como Joinville, Florianópolis, Chapecó, Joaçaba, entre outras, todos com muita curiosidade para conhecer mais sobre a história da figura de Nereu Ramos e também poder ter contato com os retratos históricos do lugar”, conclui. O Memorial Nereu Ramos é aberto de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h30min, e das 13h30min às 17h. Agendamentos para escolas podem ser realizados pelo número 3223-5410.

Fotos: Tiago Seibert e Acervo Memorial Nereu Ramos