//Projeto de Carmen Zanotto sobre censo demográfico de autista avança na Câmara

Projeto de Carmen Zanotto sobre censo demográfico de autista avança na Câmara

Está em tramitação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara a proposta (PL 6575/2016), de autoria da deputada Carmen Zanotto (PPS-SC), que torna obrigatória a coleta de dados e informações sobre autismo nos censos demográficos realizados, a partir de 2020, pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Como a iniciativa tramita em regime conclusivo nas comissões, depois da aprovação da admissibilidade constitucional, o texto segue para a apreciação do Senado Federal.”A efetivação dos direitos das pessoas com autismo depende de ações do Estado, mas para efetivá-las é preciso conhecer a realidade que se pretende alterar. Este é o objetivo desta proposta. Enfim, saberemos quantos autistas temos no Brasil. E mais que isso, onde vivem, como estão e a condição socioeconômica de suas famílias”, argumentou a parlamentar.Para Carmen, a mobilização dos ativistas dos direitos das pessoas com autismo em torno da aprovação da matéria vai contribuir para que o projeto possa tramitar com rapidez nas duas Casas.”O nosso objetivo é trabalhar, primeiramente, para que, logo após o recesso parlamentar, a apreciação da proposta seja concluída na Câmara. Depois vamos pedir o apoio dos senadores que corroboram com a nossa luta pelo reconhecimento dessa população”, disse.Segundo a deputada, as políticas públicas ainda não garantem aos autistas o pleno exercício da cidadania, uma vez que não existem adaptações na educação, na saúde ou na assistência social.”Acreditamos que a principal causa para essa omissão do Estado seja a inexistência de dados oficiais sobre o autismo”, acrescentou.