Hospital Infantil Seara do Bem na mira das reclamações

O Hospital Infantil  Seara do Bem, é claro que, tem o seu lado bom. Fato que ninguém pode negar. Como também, têm algumas situações que devem ser corrigidas. Como têm excelentes médicos, enfermeiras e pessoas ocupando outras funções, há também profissionais de quem a comunidade reclama com insistência. Entretanto, seria de bom alvitre lembrar que, não são apenas os funcionários do Hospital que cometem erros, atendimento áspero, etc…etc…etc. Também os acompanhantes de pacientes internados procedem de maneira inconveniente, indesejável. Claro que não são todos. Há exceções!

Reclamações de ambos os lados

Segundo  informação de pessoa que preferiu não se identificar, alguns profissionais, como enfermeiras, técnicos e outras, ainda carecem de bom formação profissional, ou quem sabe falta mais experiência para atender os pacientes. Certos atendimentos deixam a desejar. Já, por parte dos acompanhantes, as reclamações são dos próprios pais de crianças que foram internados naquele Hospital. Dizem eles que, certas comadres, viciadas em celular, não respeitam o horário de silêncio para receber mensagens em “viva voz”. Fazem ligações telefônicas para “papear” com as comadres, dando gargalhadas estridentes, em alto e bom som.

Falta de higiene

E tem mais. Certas acompanhantes, em vez de utilizar os banheiros específicos para visitantes, preferem usar os banheiros dos pacientes no interior da enfermaria. Há também a falta de postura adequada até para comer, pois há acompanhante que não tem a mínima noção de higiene, derrubam restos de comidas no piso e ainda posam em cima. Os servidores que fazem a limpeza do ambiente, com certeza podem comprovar essa realidade. Há também as fanáticas, que, com  suas Bíblias, não escolhem momentos apropriados para fazerem suas pregações. Fazem leituras em voz alta, não respeitando o repouso dos pacientes. É bom lembrar que, Enfermaria não é Igreja. Roga-se à direção do Hospital que, no período noturno, o televisor seja desligado após as 22:00 hs. E, no horário permitido, que seja em baixo volume. Enfim, o certo é que, há uma infinidade de reclamações de ambos os lados. Aqui reproduzimos apenas as principais. Espera-se que providências sejam tomadas. Os pacientes agradecem!

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!

Deixe um comentário