SAMU DE LAGES SUCATEADO: HERANÇA DE PROGRAMA FEDERAL

O SAMU é um daqueles programa federal que exige a contrapartida da Prefeitura Municipal e às também do Estado. Quando a bomba estoura, e como Brasília é longe, ninguém escuta o barulho. Transformando em miúdos, a situação é a seguinte: Praticamente quase todos os SAMU’s do Brasil estão de mal a pior. Com as prefeituras praticamente falidas, encontram dificuldades para custear as manutenções das ambulâncias e até mesmo os pagamentos de salários de servidores que atendem no SAMU. Ou seja, a parceria com o Governo Federal é desaconselhável. Uma “fria”! Na hora do “vamos ver”, os prefeitos ficam sozinhos. Aqui em Lages o SAMU está à beira da falência total. Já não existe ambulância para atender a comunidade. Para se ter uma ideia, na noite que passou tiveram que chamar uma ambulância de Otacílio Costa para atender aqui em Lages. De madrugada foi embora, pois tem o seu município de origem para atender.  Se continuar como está, vai sobrar os atendimentos para o Corpo de Bombeiros. Esses programas do Governo Federal, com as famosas contrapartidas das prefeituras municipais, o resultado acaba sendo isso. No caso do SAMU, praticamente sucateado.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!

Deixe um comentário