//Mulheres Connect busca o compartilhamento de ideias e projetos

Mulheres Connect busca o compartilhamento de ideias e projetos

 

“O empoderamento da mulher deve ser financeiro, emocional e de estrutura política, para que realmente a mulher possa se libertar de imposições injustas a que esteja sujeita”, Marina Severo

O 1º Encontro de Mulheres promovido pelo Órion Connect, programa desenvolvido pelo Órion Parque Tecnológico, reuniu cerca de 30 representantes de diversos segmentos femininos que atuam em Lages e que de certa forma causam impacto positivo no que diz respeito ao empoderamento da Mulher, no contexto social.

Mulheres que desenvolvem, por exemplo, trabalhos nas áreas da Comunicação, Direito, Saúde, Esporte, Políticas Públicas, Comércio, Indústria, Educação, Assistência Social e Psicologia participaram do Mulheres Connect, denominação deste primeiro encontro, o qual objetiva, basicamente, a troca de experiências, o conhecimento mútuo, o compartilhamento de ideias e projetos, bem como a integração feminina em busca do bem comum da coletividade.

O enfoque principal desta primeira conversa foram as experiências relacionadas ao assédio sexual e a todas as formas de violência contra a mulher, à educação voltada a perpetuar o machismo como dominação cultural, sendo que o senso comum a respeito desse conjunto de ações é o combate, através de um movimenta feminista forte e integrado, resulte no empoderamento da mulher.

A coordenadora do Mulheres Connect, Marina Severo, disse que esse empoderamento deve ser financeiro, emocional e de estrutura política, para que realmente a mulher possa se libertar de imposições injustas a que esteja sujeita. Seja no contexto familiar ou de trabalho, por exemplo, em que não raras vezes é dominado por uma cultura machista que não respeita a igualdade de gênero.

Segundo Marina, esta foi a primeira grande experiência de unir mulheres que fazem a diferença, na sociedade, que desenvolvem projetos e trabalham em prol de uma sociedade, de uma coletividade onde impere o bem comum. “O feminismo que defendemos busca o bem da coletividade, tendo também a mulher como protagonista, no sentido da igualdade de gênero (respeito mútuo entre homens e mulheres)”, concluiu.