//Serra Catarinense discute direito ambiental pensando nas futuras gerações

Serra Catarinense discute direito ambiental pensando nas futuras gerações

 O Seminário integrou uma série de ações comemorativas dos 20 anos de Polícia Militar Ambiental em Lages. 

No ano em que a Polícia Militar Ambiental completa duas décadas de atuação em Lages, a instituição é uma das incentivadoras a trazer para discussão questões ligadas ao direito ambiental. Numa parceria com a Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac), reuniu pensadores, estudantes, professores, policiais militares e ambientais durante a primeira edição do Seminário Catarinense de Direito Ambiental, nesta terça-feira (4).Na busca de chamar a atenção para a temática e mostrar a importância dela para a sociedade, os palestrantes trouxeram uma visão geral do direito ambiental no estado de Santa Catarina, especialmente no que trata do processamento e peculiaridades administrativas e penais.Para o comandante do Policiamento Militar Ambiental de Santa Catarina, coronel Adilson Schlickmann Sperfeld, o estado tem uma das melhores gestões ambientais do país. “O trabalho feito em parceria com o Instituto do Meio Ambiente é uma excelência. Hoje, somos referência no Brasil”.O comandante geral da Polícia Militar em Santa Catarina, coronel Araújo Gomes, diz que é preciso que a sociedade sinta a presença da polícia e a perceba como protetora. “Temos essa tradição inovadora na aplicação da legislação ambiental. Um dos nossos diferencias é ter uma polícia administrativa moderna, competente e eficiente, especialmente porque que foge do policiamento que criminaliza, pois trabalha com a prevenção”.

Pensar no futuro

 Como tema central, o seminário propôs que poder público e sociedade pensem juntos o futuro das gerações. Para o comandante da Polícia Militar Ambiental em Lages, major Adair Alexandre Pimentel, esse ramo do direito vem para equilibrar sobre o que as pessoas precisam e podem utilizar. “Temos que pensar no futuro. Todos somos responsáveis por aquilo que vamos deixar para nossos filhos e netos, e eles vão nos cobrar isso”, destaca.Por isso, a Universidade é tão importante nesse processo. “Estamos engajados nesse trabalho de difundir as questões ambientais e sua legislação. A Uniplac faz essa interferência de maneira muito sólida”, reforça o reitor Kaio Amarante.

Assuntos em discussão

 Renomados palestrantes integram a programação. Entre eles está Édis Milaré, um dos maiores doutrinadores em direito ambiental do Brasil. Ele falou sobre direito ambiental e a atuação do advogado.  O promotor de justiça Antonio Junior Brigatti Nascimento, da área de defesa do meio ambiente, e o juiz e professor universitário Edison Alvanir Anjos de Oliveira falaram sobre suas áreas de atuação .

Texto e fotos: Catarinas Comunicação