Primeiro júri popular do ano condena homem a 12 anos por homicídio

A sessão do Tribunal do Júri desta terça-feira (19) foi a primeira de 2019 na comarca de Lages. Um homem foi julgado e condenado pelo conselho de sentença por homicídio qualificado pelo motivo fútil e meio cruel. O presidente da sessão, juiz Geraldo Correa Bastos, o sentenciou em 12 anos de reclusão em regime fechado.

 O crime ocorreu em 18 de fevereiro do ano passado no bairro Guadajara, em Lages. O réu teria desferido diversos golpes de arma branca na região do pescoço e rosto da vítima, o que  o levou a morte, depois dele ter tentado defender a companheira do acusado de agressão.

Os próximos júris populares em Lages estão marcados para os dias 12 e 19 de março, ambos às 10h.

Em Bom Retiro, homem será julgado por feminicídio

Na quinta (21), ocorre a primeira sessão do júri na comarca de Bom Retiro. Um homem irá a julgamento por feminicídio. Conforme a denúncia, ele matou a vítima a facadas, decepou a orelha e a atropelou. O veículo usado teria sido roubado de um homem que se arrastou por cerca de mil metros para pedir ajuda. O caso ocorreu em junho de 2018 em Alfredo Wagner.    O denunciado, que na época do crime tinha 27 anos, está recolhido no Complexo Penitenciário do Alto Vale do Itajaí.

Taina Borges – Assessoria de Imprensa do TJSC

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!

Deixe um comentário