//QUANDO O SENSACIONALISMO ULTRAPASSA OS LIMITES DA DECÊNCIA

QUANDO O SENSACIONALISMO ULTRAPASSA OS LIMITES DA DECÊNCIA

CPI DA SAÚDE:

O Prefeito de Lages Antônio Ceron, PSD, ao se referir sobre o equívoco ocorrido na CPI da Saúde, disse na coletiva da Imprensa realizada hoje, dia 14/03, que “os limites do sensacionalismo se transformaram na falta de respeito aos vivos e aos mortos”. Diante da divulgação em alguns veículos da imprensa lageana, onde, alguns em tom irônico destacou o “milagre da ressurreição”, por conta de que na relação de Óbitos fornecida pela Secretaria Municipal da Saúde nos últimos 4 meses, pedido feito pela CPI, constava indevidamente o nome de uma pessoa, para a qual realizaram uma ligação à sua residência, sendo atendida pela mesma. Foi o suficiente para que um vereador começasse o alarde junto à imprensa afirmando que a CPI tinha o poder de ressuscitar mortos. Na verdade, foi uma coincidência de nomes, ou seja, de uma morta e outra viva. Lamenta-se a atitude mesquinha e rasteira do edil que procurou usar o engano para ter alguns minutos de fama na imprensa, que, diga-se de passagem também errou a dar crédito a uma informação sem checar a veracidade da notícia. O prefeito Antônio Ceron comentou sobre  a situação: “Tanto na TV, quanto no jornal e na emissora de rádio, o assunto descambou para a gozação e ironias, numa total falta de respeito com os vivos e os mortos” observou o prefeito de Lages.

Vereador fez alarme falso

Pelo que deu para perceber é que, no acalorado da notícia, no afã de obter fama e audiência num programa radiofônico, profissionais da imprensa cometeram o grave erro de divulgar a matéria sem checar a fonte e sem ouvir ambas as partes. O que se viu e ouviu hoje na coletiva de imprensa  foi através do silencio o reconhecimento de um “mea culpa…mea culpa…mea culpa”. Tanto que, alguns profissionais da imprensa falada se retiraram da coletiva com a desculpa de não terem mais perguntas a fazer. Por outro lado, por parte da imprensa televisada, foi dito pela repórter da NSC que no “Bom Dia SC de sexta-feira será feita nova matéria explicando o fato. O Jornal diário de Lages não emitiu nenhum comunicado. E o vereador, autor do alarme falso junto aos meios de comunicação também não compareceu ao local onde foi realizada a coletiva de imprensa