Morre Quintino Sartor ex-prefeito de Rio Rufino

Vítima de acidente doméstico (queda em banheiro), morreu nesta quarta-feira (02) no Hospital Nossa Senhora dos Prazeres aos 99 anos, o ex-prefeito de Rio Rufino Quintino de Bona Sartor. Primeiro vice-prefeito e segundo prefeito eleito da história do município, ele era uma referência política e respeitado por sua trajetória desde a mobilização para emancipar Rio Rufino.
O presidente da Amures, prefeito de Otacílio Costa Luiz Carlos Xavier recebeu com pesar notícia do falecimento do ex-prefeito. “Foi um homem que nos deixou muitas lições e dono de uma trajetória de liderança invejável em seu município”, comentou Luiz Carlos Xavier.
Quintino Sartor teve oito filhos e ano passado gozava de boa saúde ao comemorar o aniversário ao lado de todos. Inclusive do então prefeito na época e presidente da Amures, Ademar de Bona Sartor.
Natural de Urussanga, Quintino Sartor veio para Serra Catarinense na década de 1940 em busca de oportunidades e se estabeleceu em Rio Rufino, onde atuou como comerciante por vários anos. Chegou a ser dono de serraria, mas foi na política que identificou sua missão de servir o povo que tão bem lhe acolheu quando chegou à região.
Quando Rio Rufino ainda era distrito de Urubici, Quintino Sartor chegou a exercer por dois mandatos de vereador. Em 1991 ajudou a emancipar Rio Rufino e na instalação do primeiro governo respondeu como vice-prefeito.
Seu corpo está sendo velado desde às 15 horas desta quarta-feira no salão da igreja Matriz. O sepultamento será às 9 horas desta quinta-feira, no cemitério local. A secretária executiva da Amures Iraci de Souza levou à família as condolências dos prefeitos e amigos da Amures. Em março do ano que vêm, Quintino Sartor completaria 100 anos.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!

Deixe um comentário