//UPA 24 horas atenderá população com maior conforto e modernidade em espaço amplo e com equipamentos de ponta

UPA 24 horas atenderá população com maior conforto e modernidade em espaço amplo e com equipamentos de ponta

Atividades já iniciaram em novo endereço

Uma data divisora de águas para Lages e os demais municípios da Serra de Santa Catarina. Um instrumental que deve fortalecer o bem estar e o acolhimento humanizado dos pacientes infantis, jovens, adultos e idosos de Lages e região serrana. Este foi o dia 20 de julho de 2019, um marco histórico na página da qualidade da saúde regional com a inauguração da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) 24 Horas Doutora Maria Gorete dos Santos, localizada na avenida Brasil, no bairro Universitário. Lages é referência em saúde para todo o Estado e agora estará mais que gabaritada na qualidade de atendimento via Sistema Único de Saúde (SUS). A UPA prestará atendimento clínico e a referência continuará sendo os hospitais da cidade nos casos de necessidade para internação, como infarto, Acidente Vascular Cerebral (AVC) e traumas. A Unidade já está à disposição da comunidade desde as 14 horas deste sábado, mesmo horário em que o antigo Pronto-Atendimento (P.A.) Tito Bianchini deixa de prestar suas assistências.

O público, formado pela comunidade lageana, para quem a primeira Unidade de Pronto-Atendimento da Serra Catarinense, foi construída, acompanhou minuciosamente cada explicação sobre seu funcionamento. A solenidade foi acompanhada por autoridades dos poderes Executivo e Legislativo da região serrana, estaduais e federais, gestores de Saúde, lideranças empresariais e comunitárias, e servidores municipais, cujos anfitriões foram o prefeito de Lages, Antonio Ceron; secretária municipal da Saúde, Odila Waldrich, e a diretora da UPA, Beatriz Montemezzo.

O complexo estrutural de porte tipo 2 (200 mil a 300 mil habitantes) possui 2.815 metros quadrados e os serviços foram executados pela empresa Construtora Evoluta, de Lages. A UPA recebeu investimentos da prefeitura de Lages, do Governo Federal/Ministério da Saúde e de emenda parlamentar da deputada federal, Carmen Zanotto. Uma ambulância foi destinada exclusivamente à UPA por emenda parlamentar do ex-deputado federal, Décio Lima, e contrapartida do Município de Lages. “A saúde é o bem maior da vida e hoje somos prova de que é possível fazer mais e melhor. O Sistema Único de Saúde (SUS) é o maior e talvez o melhor modelo de saúde do mundo, claro que são necessárias correções. Com disciplina, conhecimento e estrutura nós vamos poder oferecer melhor qualidade. Nossa missão só será perfeita se executada com fraternidade, por sito estamos certos da dedicação de todos os nossos enfermeiros, técnicos e médicos”, recorda o prefeito Antonio Ceron.

A Unidade de Pronto-Atendimento possui 59 salas e está preparada para receber, em média, 500 pacientes diariamente, para atendimento médico em consultas, exames laboratoriais e prescrição/disponibilização de remédios. A UPA conta com cerca de 30 profissionais e concentra consult&oacut e;rios médicos, leitos de estabilização e observação, serviços laboratoriais e de radiologia, além de atendimentos em clínica geral e odontológica. Um espaço moderno e robusto, com salas de recepções, sala para estratificação de risco, salas de espera, bloco de serviços/administrativo, sala de estar/descanso para médicos, vestiários e banheiros masculino e feminino, refeitório, cozinha, lavanderia, balcão de avaliação/triagem, cinco consultórios médicos adultos e infanto-juvenis, um consultório odontológico, posto de vigilância, sala vermelha/emergência (os pacientes em estado grave, transportados por ambulância, chegam direto, sem necessidade de passar pelo fluxo normal), sala para administração de medicação, farmácia, sala de nebulização, sala de raio-X, sala para eletrocardiograma, sala de curativos limpos e sujos, sala de esterilização, sala de coleta de material (sangue), posto de enfermagem, sala externa para geradores de energia, sala de gases medicinais (oxigênio) e necrotério. No segundo pavimento está instalado o almoxarifado. O paisagismo externo torna o ambiente mais acolhedor. “A UPA está aberta para Lages e municípios vizinhos da Serra. Tudo começou em 2009 com o lançamento da portaria nº: 1.020, com o pedido de uma UPA 24 horas, em 2011 vieram as tratativas e em 2012 foram feitas drenagem e fundação. Era para ter sido entregue em 2014 e, depois de um intenso esforço, viagens a Brasília e a reversão de um quadro delicado, incluindo o risco de perdermos a UPA, estamos inaugurando este ambiente incrível para o nosso povo”, analisa a secretária Odila Waldrich, enfatizando que fazem parte da sua missão, como gestora, a entrega da nova Unidade Básica de Saúde (UBS) dos bairros Universitário e Conta Dinheiro (em obras), o Programa Melhor em Casa, melhorar a frota da Secretaria da Saúde, implantar o Programa de Terapias Complementares e o Programa Cresça Melhor, consolidando-os.

O atendimento de emergência em pediatria deverá ser iniciado em dezembro, conforme a estrutura esteja pronta à altura de oferecer comodidade e segurança a crianças e adolescentes. Portanto, será transferido de onde hoje funciona no Hospital Infantil Seara do Bem. “Realizamos uma transição sem intercorrências e este será um local, assim como o P.A., onde cada um deverá ser respeitado e tratado com dignidade. Todos os profissionais possuem capacidade técnica e sensibilização de compreender a dor do outro. Agradecemos à equipe e desejamos êxito no desempenho de suas atribuições”, observa a diretora Beatriz Montemezzo.

Um abrigo de ônibus novo foi construído para atender a demanda de passageiros gerada pela UPA. Pacientes que chegam e saem, necessitando de melhor mobilidade e maior comodidade nos seus deslocamentos, tanto para o Centro, seus bairros de origem ou ao Terminal Urbano para apanhar outro ônibus.

Mão de obra

Em relação aos funcionários, todos os colaboradores do Pronto-Atendimento (P.A.) Tito Bianchini, onde são recebidos em média 350 pacientes por dia, foram deslocados para a UPA, e o quadro será completado por futuros servidores a serem chamados pelo mais recente processo seletivo realizado e pelo processo seletivo que transcorrerá em agosto deste ano, prevendo vagas para praticamente todo o quadro da prefeitura. Na UPA estarão médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, auxiliares de enfermagem, auxiliares administrativos. Os três médicos do período no P.A. e mais dois do Hospital Infantil Seara do Bem serão deslocados para a UPA.

O prédio do P.A., no centro da cidade, será transformado em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) do Centro 2, pois os bairros Santa Rita e Brusque e parte do Centro são descobertos da Estratégia Saúde da Família (ESF). Serão beneficiados em torno de dez mil moradores da parte central. Lages então será um dos poucos municípios com 100% de cobertura de ESF em Santa Catarina. Outra parcela da população do Centro já é atendida na Unidade de Saúde instalada no segundo pavimento do Centro de Estudo e Assistência à Saúde da Mulher (Ceasm). O antigo P.A. comportará, também, o atendimento do Centro Especializado de Odontologia (CEO), este de forma imediata, assim como o setor administrativo da Secretaria da Saúde.

Laboratório 24 horas

No sentido contrário à avenida Brasil, em frente à UPA, foi aberto o Prolab Express, com funcionamento 24 horas, oferecendo 50 tipos de exames em três horas com equipamentos automatizados modernos e aparelhos de última geração tecnológica. A empresa firmou um contrato com a prefeitura de Lages, comprometendo-se com o cumprimento de 30 minutos para a coleta de material para análise no tempo médio de 1h20min para emissão do resultado em exames de urgência e emergência, com disponibilidade e um bioquímico ou biomédico à disposição full time.

Abrigo de ônibus e paisagismo

A Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente realocou da avenida Dom Pedro II, um abrigo para passageiros de ônibus, feito de vidro e com iluminação, instalado na avenida Brasil, em frente à UPA, do outro lado da rua. A partir de agora o itinerário do transporte coletivo passará pela UPA. A parte externa da Unidade recebeu bancos, lixeiras, postes com iluminação em LED, limpezas e pinturas de trânsito nas ruas conexas e imediações, serviços no estacionamento dos fundos e jardinagem, além de lavação da fachada e colocação de grade de proteção no gerador de energia, trabalhos feitos pela Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente.

Um breve histórico

A Unidade está erguida na área do Parque Urgel Camargo Augustin, servidor municipal falecido de forma trágica em um atropelamento em Florianópolis, que tem o nome como homenagem a este espaço público, conforme a Lei Municipal nº: 1.649, de 1º de julho de 1991. Enquanto isto, o nome da Unidade é uma alusão à Doutora Maria Gorete dos Santos, médica que atuou em Lages por vários anos, inclusive na Associação dos Aposentados e Pensionistas, lembrada por seu carinho especial aos lageanos, uma vez que se dirigia às casas dos pacientes para prestar as consultas. Doutora Maria Gorete faleceu em 2010, aos 57 anos. A Lei Municipal nº: 4.023, de 24 de março de 2014 é o regimento de determinação do empréstimo de seu nome à UPA 24 Horas. Os familiares de Urgel e Maria Gorete foram homenageados na cerimônia de abertura das portas da Unidade de Pronto-Atendimento. Maria do Socorro Porto, irmã da médica, e Leni Augustin, viúva de Urgel, que atualmente vive em Curitiba, acompanhada do filho, Urgel Augustin, receberam as congratulações. Após os pronunciamentos das autoridades, a fita inaugural foi descerrada, antecipada pelas bênçãos sobre o novo local. No início da solenidade, alunos de canto coral da Escola de Artes Elionir Camargo Martins, da Fundação Cultural de Lages (FCL), se apresentaram à plateia. A cerimônia foi transmitida ao vivo pela página da prefeitura no Facebook.

A UPA começou a ser edificada em 2012, na gestão do ex-prefeito Renato Nunes de Oliveira, o Renatinho. E deveria ter sido concluída e entregue à população em 2014. Contudo, constataram-se problemas de fundamento técnico e financeiro, provocando a paralisação das obras. O canteiro de obras, ainda praticamente embrionário, esteve abandonado e o fato atrapalhou a vida dos serranos, atrapalhando consideravelmente a possibilidade de haver ambientes mais amplos e melhor estruturados para receber a alta demanda de um atendimento de urgência e emergência.

Lages teve de amargar o risco iminente de perder a UPA definitivamente e a obrigação de a prefeitura ter de devolver todos os recursos até então recebidos e aplicados com as devidas correções ao Governo Federal/Ministério da Saúde (MS). No início de 2017, nos primeiros meses da atual administração municipal, com apenas 23% das obras executadas, os gestores se debruçaram sobre o impasse e viagens foram feitas a Brasília conversações na tentativa de reverter o quadro e devolver a Lages o direito de implantar a sua UPA utilizando-se de contatos junto ao Congresso Nacional e ao Ministério da Saúde. O projeto original sofreu algumas alterações em favor da operacionalização técnica do prédio da Unidade.

Texto: Daniele Mendes de Melo / Fotos: Marvadeza, Nilton Wolff e Greik Pacheco