Grupo Escoteiros Heliodoro Muniz 69/SC realiza ação social

Dentro do segmento do escotismo mundial, não é apenas a formação da personalidade do jovem, e sim, o lado de cunho social, como o respeito ao semelhante em todos os sentidos. O Escoteiro, ao receber instruções e aprendizado dos chefes, também, a cada dia vai se familiarizando com os deveres para com Deus e a Pátria. Em razão dessa observância natural, o jovem cresce com a mente sadia e a vontade de bem servir a comunidade. Razão maior para que, não ser apenas um escoteiro, uniformizado e atento para as suas funções teóricas. Deve-se colocar em prática o que se aprende no dia a dia, principalmente ajudar o próximo em toda e qualquer ocasião.

Chegou a conhecimento dos chefes do Grupo Escoteiro Heliodoro Muniz, das condições precárias em que se encontrava a idosa Neusa do Carmo Schinaider da Silva, 66 anos, com vários problemas de saúde, com uso constante de oxigênio para mantê-la respirando. A direção da instituição deu total apoio e os demais chefes entraram ação. A princípio, o diretor presidente Jean Corbellini deu seu total apoio para que alguns integrantes do Grupo Escoteiro Heliodoro Muniz tomassem providências. Foi o que fizeram. Seis integrante, sendo três chefes (Branco, Paulo e Jatir) dois pioneiros, (Pedro e Bryan e o escoteiro Jatir Júnior) dirigiram-se até à residência da sexagenária Neusa do Carmo , na Rua Manoel da Silva Ramos, 333, bairro Vila Nova, fundos, onde reside com uma filha e duas netas. No local procederam roçadas, carpidas, e com esse trabalho evitaram que insetos peçonhentos (aranhas) adentrassem na casa da família. Depois do trabalho realizado, era visível o contentamento da idosa, a qual não se cansava de agradecer a Deus por ter colocada em sua vida pessoas bondosas em seu caminho. Por outro lado, também era visível a felicidade estampada na face de todos os escoteiros.

Vale lembrar que, além da limpeza total do terreno, no sábado, os Amigos do Bem entregaram para Neusa do Carmo, várias cestas básicas, já que, a própria idosa foi categórica em afirmar que estava alimentando-se apenas de arroz e fubá. Vale lembrar que os Amigo do Bem tiveram as colaborações de integrantes da PM, Bombeiros, PRF e DEAP, os quais pagaram a conta de luz no valor de R$ 229 reais. Na ocasião também foi quitada uma conta de água através de um voluntário amigo. Por sua vez, o chefe Carlos Branco, enfatizou que, “a presença dos escoteiros na ação social levada a efeito, tem um significado especial, já que demonstra a necessidade de se praticar o bem, sem olhar a quem. Solicitamos que, também o poder público municipal tome as medidas cabíveis para que, através da competente secretaria realiza a devida limpeza do lixo existente. Solicitamos ainda a presença de integrante da Secretaria de Promoção Social para que tenham conhecimento da situação real da idosa que, muito necessita do apoio de todos”, concluiu o chefe integrante do Grupo Escoteiro Heliodoro Muniz.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!

Deixe um comentário