//Uma visita especial na Casa do Povo

Uma visita especial na Casa do Povo

O Poder Legislativo Lageano recebeu uma visita muito especial nesta semana. O gabinete da presidência, de alguns vereadores como Amarildo Farias e David Moro, os setores da Casa se iluminaram com a presença de Bruno Alegrete de Souza, um jovem lageano que possui o grau moderado do transtorno do espectro autista (TEA). Ele tinha um sonho: conhecer a sede da Câmara de Vereadores de Lages.

Com 15 anos, Bruno é estudante do 7º ano da Escola de Educação Básica Belisário Ramos. Os pais do garoto entraram em contato com o comunicador Reginaldo Heine, amigo da família e também assessor do setor da Comunicação da Câmara, que buscou o garoto e o acompanhou no passeio. Muito feliz pelo passeio, o jovem disse ter amado a visita e quer voltar à Câmara para conhecer todos os vereadores, em especial, o edil Bruno Hartmann, que além de ter o mesmo nome do jovem, ainda tem o autismo como uma de suas bandeiras na atuação parlamentar.

Política está no sangue

A história de Bruno está diretamente ligada à política lageana. Seu pai, o médico Heron Anderson de Souza, foi primeiro suplente do Partido Liberal (PL) na 14ª Legislatura da Câmara de Lages (2001-2004), do qual obteve 1.357 votos, tendo assumido vaga como vereador de setembro a novembro de 2004.O avô de Bruno, o doutor Celso Anderson de Souza, foi o vereador mais votado da 6ª Legislatura (1967-1970), eleito com 2.503 votos pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Ele também foi vice-prefeito de Lages, quando da eleição de Dirceu José Carneiro para a Prefeitura nas eleições de 1976, e prefeito do município no período de maio de 1982 a janeiro de 1983, quando Dirceu se candidatou (e foi eleito) a deputado federal.