//Vereadores gazearam Audiência Pública que durou apenas cinco minutos

Vereadores gazearam Audiência Pública que durou apenas cinco minutos

A Câmara Municipal de Lages realizou nesta quarta-feira, 25, uma audiência pública para debater o projeto de lei 091/2019, que dispõe sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), para o ano de 2020.

A reunião foi presidida pelo vereador Bruno Hartmann (PSDB), secretário da Comissão de Finanças, Indústria, Agricultura, Comércio e Turismo, responsável por convocar a audiência. A mesa de trabalhos contou com a presença do edil Jair Júnior (PSD); do controlador interno da Casa, Clenio Arruda; e da assessora econômica, Aline Branco.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias é um instrumento de planejamento orçamentário, de autoria do Poder Executivo, que possui duração de um ano, e tem como objetivo definir as metas e prioridades do governo para o ano seguinte e orientar a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA). O projeto de lei 091/2019 está disponível na Secretaria da Câmara e no site do Poder Legislativo Lageano, com seus anexos, na Aba Proposições.

Vale ressaltar que essa Audiência Pública, marcada para debater um projeto de lei que dispõe sobre leis de diretrizes orçamentárias não conseguiu chamar a atenção da comunidade e, muito menos dos vereadores. Também, é bem provável que essa tenha sido a mais rápida Sessão que já aconteceu na Câmara de Vereadores. Nem bem começou, já havia terminado. O desinteresse é muito grande. Tantos dos senhores vereadores como também da comunidade. O povão, que não está nem aí para uma prestação de contas, não tem o direito de cobrar onde estão sendo investidos os recursos financeiros. Aliás, nem tem poder para isso, já que prefere não comparecer numa Audiência Pública, também não poderá ficar corneteando por aí. Assim  como os demais vereadores que também demonstraram total desinteresse pelas contas do município.