//Novembro Laranja terá agenda para chamar a atenção ao fim da violência contra as mulheres

Novembro Laranja terá agenda para chamar a atenção ao fim da violência contra as mulheres

A escolha desta data (25 de novembro) foi em homenagem a “Las Mariposas”, codinome utilizado pelas irmãs Mirabal, heroínas da República Dominicana brutalmente assassinadas em 25 de novembro de 1960

A Secretaria de Política para a Mulher, da prefeitura de Lages, organizou, junto à rede de apoio, atividades referentes ao Novembro Laranja, com a seguinte programação: – 14 a 23: Operação Mãos Dadas – Ação nos bairros Dom Daniel, Centenário, Morro Grande, Gethal e Passo Fundo, promovida pela Polícia Militar (PM) – Comando da 2ª Região de Polícia Militar (RPM), com apoio de diversos parceiros. Trata-se de atividades simultâneas nos cinco bairros durante o dia inteiro; – 23: 11h – Assinatura do Pacto Estadual Maria da Penha, na inauguração do Calçadão da Praça João Costa revitalizado, e – 25: Das 9h às 17h, no Teatro Municipal Marajoara – Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher, com atividades alusivas à Lei Maria da Penha, incluindo teatro, exibição de vídeo e debate com alunos das redes municipal, estadual e privada. Na sexta-feira (8 de novembro), durante o 71º Congresso das Secretarias Municipais de Saúde, o tema feminicídio foi explanado pela secretária municipal de Política para a Mulher, Marli Nacif, e equipe técnica, com abordagens sobre a temática e suporte direto da delegada responsável pela Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI), Luciana Rodermel. A data conclamada pelas Nações Unidas no marco da Campanha UNA-SE busca ampliar o calendário celebrado no dia 25 de novembro – Dia Internacional pelo Fim da Violência contra as Mulheres. O Dia Laranja, pelo fim da violência contra as mulheres e meninas, é destacado mensalmente no dia 25 como um alerta para a importância da prevenção, combate e resposta a qualquer tipo de violência de gênero. A data é lembrada em toda mundo e, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), o uso da cor laranja representa um futuro livre de violência.

As mobilizações foram iniciadas em 25 de novembro, data declarada como Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, durante o Encontro Feminista da América Latina e Caribe, realizado na cidade de Bogotá em 1981. A escolha desta data foi em homenagem a “Las Mariposas”, codinome utilizado pelas irmãs Mirabal, heroínas da República Dominicana brutalmente assassinadas em 25 de novembro de 1960.

Texto: Daniele Mendes de Melo