//Testes rápidos de detecção do Coronavírus podem ser  75% falhos

Testes rápidos de detecção do Coronavírus podem ser  75% falhos

42 Funcionários da Transul foram submetidos a ditos testes e dos 9 que foram positivados no Laboratório da Secretaria Municipal de Saúde, 6 deles já foram negativados em Laboratório particular hoje. Restam 3 que aguardam resultados.

A empresa de Transportes Urbanos Nossa Senhora dos Prazeres – TRANSUL – retornará às atividades na segunda-feira, dia 08/06. Como precaução a diretoria da empresa determinou que 42 funcionários (motoristas e cobradores) realizassem o Teste Rápido na Secretaria Municipal da Saúde. Dos testados, 09 (nove) foram positivados, o que causou uma séria preocupação entre todos. A ponto de 03 (três) motoristas não querer voltar para casa com receio de contaminar seus familiares. A direção da Transul sensibilizou com o problema e determinou que os 09 (nove) positivados realizassem novos exames em Laboratório Particular para realmente certificar os resultados. Felizmente, dos nove que já realizaram exames hoje, 06 (seis) forma negativados. Restando apenas 03 (três) que estão aguardando resultados.  Ou seja, pelos testes realizados em Laboratório Particular, acabam de confirmar a ineficácia desses testes rápidos. Tanto que, o Jornal O Estado de São Paulo publicou uma matéria hoje denunciando o fato, pois, o resultado aponta uma chance de erro de 75% em resultados negativos, enquanto o percentual cai para 14% em caso positivo. Por esse motivo, o órgão de saúde pede cautela do SUS ao utilizá-los, além de recomendar que sejam aplicados apenas em pessoas que apresentem sintomas por mais de sete dias, para evitar um possível diagnóstico falso.

Empresa vai prestar esclarecimentos

A reportagem de Notícia no Ato entrou em contato com o Secretário Municipal da Saúde, Clayton Camargo, o qual informou que os testes que estão sendo utilizados em Lages tem a autorização da Anvisa, e que a empresa que comercializou ditos testes já foi convocada para prestar esclarecimentos na Secretaria da Saúde em Lages. Diante dos fatos aqui relatados, o que se pode dizer dos 167 casos confirmados em Lages, e dos 108 que estão em isolamento domiciliar. Será que realmente essas pessoas  estão  contaminadas com o Coronavírus?  E tem mais, os números que estão sendo apresentados diariamente dos novos casos que estão surgindo em todo território nacional são  confiáveis? Quem se habilitar a dar uma resposta coerente?