Mesmo em época de Pandemia a população continua sendo atendida

Em Capão Alto as atividades do CRAS não pararam, apenas o que era presencial tornou-se à distância, ou seja, o pessoal prepara as atividades, e os pais procuram no Cras para os seus filhos. A secretária de Assistência Social de Capão Alto, Kátia dos Santos, informou, que “são em torno de 70 crianças e adolescentes atendidos, e, para evitar o contato indo de casa em casa, os pais estão levando os materiais para seus filhos, o que ajuda a evitar o risco de contaminação pelo Coronavírus, com todos os cuidados recomendados pelo Ministério da Saúde.

É um Kit lúdico que trabalha em torno da violência, como ligar em caso que isso esteja acontecendo, como os Direitos da Criança e do Adolescente, horário de funcionamento da Assistência, já que, mesmo diante da Pandemia não paramos de trabalhar. É um material orientativo, que contém materiais para colorir com tinta guache, e lápis de cor. Ou seja, são atividades para que eles possam desenvolver em casa. A respeito dos Módulos Sanitários, que estão sendo construídos, também retornamos nas realizações da segunda etapa, num total de 22. Já estamos instalando na localidade de Santo Antônio do Pelotas, cinco módulos. Até dezembro pretendemos entregar os 22 módulos concluídos. A Lista dos beneficiários foram elaborados com parecer técnico dos nossos assistentes sociais (João e a Rita), que definiram pela situação sócio econômica, quem tinha perfil para receber. Posteriormente realizamos uma reunião remota via WhatsApP, com o Conselho de Habitação, cuja a lista foi aprovada, tudo dentro da legalidade, com aplicações dos recursos da Funasa, de uma forma coerente e transparente. Também em relação da assistência básica para as famílias carentes do município, estão sendo mantidas, depois de avaliadas pelos técnicos da Assistência Social, (João do Cras e da Rita Werner que é da médio complexidade),” observou a secretária Kátia da Assistência Social.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!

Deixe um comentário