Ceron cobra Governador: “Estamos no Vermelho por falta de leitos”

Devido à Pandemia  do Coronavírus as Audiências do poder público tem sido virtual. E assim foi no decorrer da semana junto aos demais prefeitos da Região Serrana e do Meio Oeste que o prefeito de Lages Antônio Ceron participou. E, na sua intervenção, disse, num recado direto ao Governador Carlos Moisés: “só estamos no Vermelho por falta de leitos, Governador”. Ainda na oportunidade, Ceron pediu que sejam abertos novos leitos de UTI’s no Hospital Tereza Ramos, onde, segundo ele, vieram inaugurar a nova ala e colocaram somente uma placa e nada de concreto aconteceu. Ceron disse ainda: “Precisamos para anteontem a ativação dos leitos da UTI. A comunidade lageana não pode mais esperar”, lembrou o prefeito, reiterando ainda que, “a Região Serrana se encvontrsa com área vermelha e gravíssima porque não temos os leitos para suprira demanda e estamos pagando o preço”, cobrou Ceron.

Apenas remoção da ala antiga

Recentemente a administração do HTR determinou a remoção dos pacientes que estavam alojados na ala antiga, conhecida como “Ala Portinari”, onde tinham 28 leitos. E o Governo do Estado precisava por uma Liminar da Justiça, ativar 9 leitos até dia 12 de agosto. Então o que fizeram?  Tiraram 8 leitos da Ala Portinari e, simplesmente colocaram na Ala nova, e instalaram 01 (um) leito novo para ficar como se fosse 09 (nove). Na verdade, os 28 leitos que tinham, permaneceram. Dos 09 que o Governo do Estado tinha que instalar, apenas 01 foi instalado. E a situação permanece grave. O prefeito Ceron está coberto de razão quando realizou cobranças ao Governador Carlos Moisés, recentemente em audiência virtual juntamente com os prefeitos da Região Serrana e do Meio Oeste Catarinense.

E a novela continua

Pelo jeito que está a novela dos leitos do HTR ainda vai continuar. Entre cenas de novos capítulos a comunidade serrana vai ter que assistir muitos dramas pela frente. Aliás, a povo serrano está acostumado a mentiras e obras que se tornam bi seculares. Vejam a BR 282 que levou 200 anos para terminar. Recentemente o Aeroporto Regional do Planalto Serrano que depois de quase 20 anos de obras somente agora parece que vai entrar em operação. E a respeito dos leitos da Ala da UTI do HTR certamente ainda vai morrer muita gente para depois o Governo entregar à comunidade. Até lá o Governador Carlos Moisés já vai estar longe. Pelo andar da carruagem poderá deixar o Governo bem antes. “Para quem sabe ler, um pingo é uma letra”, já dizia o velho ditado.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!