A NOVELA DOS LEITOS DE UTI DO HTR

A cada dia que passa, uma nova cena é exibida à população sobre as questões que envolvem os leitos de UTI, do Hospital Tereza Ramos. Dias atrás, o diretor Carlos Lage, informou a um veículo de imprensa, que as novas unidades já estavam em operação. Entretanto, o que se soube mais tarde, é de que, apenas fizeram uma “gambiarra” removendo leitos da Sala Portinari para a Ala Nova, o que na verdade quase ficou o que se acostuma dizer na linguagem popular: “trocaram seis por meia dúzia”. Enfim, essa novela de péssimo gosto, já saiu de Lages e já está em Florianópolis.

Aliás, sempre esteve por lá, pois o ator principal é o próprio Governador do Estado, Carlos Moisés, como co-adjuvante o secretário de Estado da Saúde. Também já chegou até à Alesc essa novelinha tão comentada, sem nenhum sucesso, é claro. Apenas causando raivas e decepções com as atitudes do Governo de Santa Catarina e seus asseclas.

O fato é que, desde longa data, esses 28 leitos de UTI, estão na boca do povo. E tudo não passa de enrolação, pois encontra-se quase do mesmo jeito que começou. Hoje o promotor de Justiça Carlos Renato Silvy Teive comentou numa emissora local, os capítulos dessa novela, que aliás, já teve cobranças do Prefeito Ceron e da Amures, sem, sair do marco zero. Pelo que se sabe, os novos leitos nem sequer estão habilitados pelo Ministério da Saúde. Por outro lado surge agora a informação que, não existe pessoal habilitado para desenvolver o trabalho na UTI. Pelo andar da carruagem, essa novela não tem dia, nem hora pra terminar.

Enquanto isso, o Hospital Tereza Ramos que é referência na Região Serrana no tratamento do Covid-19, continua nas mesmas condições que sempre esteve. Culpa do Governo do Estado. Até quando Lages e região serrana será tratada com tanta falta de respeito e consideração por parte do Governador Carlos Moisés?

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!