Granja Avicola Ovos Pupo recebe certificado SISBI do Ministério da Agricultura

Ovos Pupo, foi a primeira agroindústria de Correia Pinto, a ter uma certificação municipal. Depois recebeu a certificação estadual, e agora recebe a certificação SISBI (Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal) do Ministério da Agricultura, sendo a única certificada na região da Amures.

Segundo o diretor da empresa, Alexandre Pupo de Gouvêa, uma reunião foi feita com o prefeito de Correia Pinto, Celso Rogério, para frisar essa parceria público-privada, e também da conquista da certificação SIE-Serviço de Inspeção Estadual N° 1076 há seis anos. O processo para a certificação brasileira já existe há dois anos, e com isso a empresa poderá vender seu produto para outros estados, agora com a certificação do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal – Sisbi. O empresário aposta em outros mercados como Curitiba e São Paulo, que segundo ele, podem ser explorados no seguimento de ovos caipira.

A empresa está instalada no município desde 2002, quando recebeu uma área de terra cedida pela prefeitura. Foi o primeiro investimento a ser instalado dentro da área industrial.  Desde 2006 Alexandre toca a empresa sozinho. Após o início com ovos galado, passou a produzir frango de corte, e desde 2013 está no mercado de postura comercial, produzindo ovos comerciais.  A certificação para ovos caipira surgiu há três anos. Para ele, o objetivo é preservar o bem-estar animal, galinha solta, livre de gaiola. Alexandre acredita nesse nicho de mercado diferenciado, e que vem crescendo bastante no Brasil. A empresa conta atualmente com 37 funcionários diretos e tem uma produção de 105 mil aves, e o produto final representa 90% do número de aves que têm na granja. Esse número de 90% significa o mesmo em postura das aves.

A produção já tem destino certo com clientes de grande potencial de compra, garantindo todo o produto. Ou seja, existe compra já antecipada, devido à aceitação do produto. Entre os clientes estão o Fort Atacadista, Angeloni que praticamente absorve toda produção.

Alexandre destaca também, não só parceria com a prefeitura, mas também com a Cidasc, destacando o fiscal Alcenir Alves da Cruz, que segundo o empresário tem um papel fundamental na empresa, inclusive prestando todo esforço para as certificações. Destaca também a funcionária Cláudia, que atua na fiscalização e orientação no controle sanitário.

Ele agradeceu à todos os funcionários, e principalmente a sua esposa Neila Waltrick, que juntamente com Pupo administra a granja  . A prefeitura cedeu um médico veterinário, Fábio que é indispensável pela atividade. Já no campo econômico, Alexandre diz que a alta do dólar afetou diretamente a empresa devido ao aumento no preço do milho e soja. Por outro lado, o ovo nesse caso, baixou de preço, por conta da primavera, fenômeno histórico, segundo o empresário. A expectativa é de que o produto melhore de preço para os produtores.

Já para o Prefeito Celso Rogério Alves, esse é um dos grandes empreendimentos no município, com sete barracões e com espaço para construir mais sete. “É muito bom que isso ocorra em nosso município, porque mesmo com a pandemia, a nossa receita em termos do agronegócio não caiu” ressaltou.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!