Coronavírus: Serra Catarinense migra para classificação Vermelha na Matriz de Risco e região terá de seguir medidas restritivas do Governo do Estado

Nas últimas semanas o número de confirmações de casos do novo Coronavírus e a taxa de ocupação de leitos UTI Covid-19 aumentaram de forma expressiva em Lages e região. Município adotará as medidas restritivas previstas no regramento do Governo do Estado de Santa Catarina, além de intensificar a fiscalização, inclusive com uso de drones.

A Prefeitura de Lages, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, recebeu oficialmente na manhã de quarta-feira (25 de novembro), a atualização da Matriz de Risco Potencial do Governo do Estado de Santa Catarina. O documento informa que a Serra Catarinense e outras 12 regiões se encontram na classificação Vermelha (Risco Gravíssimo). Outras três regiões, Extremo-Oeste, Alto Uruguai Catarinense e Foz do Rio Itajaí estão enquadradas na cor Laranja (Risco Grave).

Conforme dados do Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde na terça-feira (24), no período de uma semana houve aumento de 22% de novos casos confirmados da Covid-19. O total de casos ativos da doença chegou a 1.390, acréscimo de 146% em relação ao mesmo período da semana anterior.

Os atendimentos no Centro de Triagem da Covid-19 durante o mês de novembro alcançaram os maiores índices desde que a estrutura que atende pacientes de Lages e da região da AMURES abriu as portas no mês de março. Entre os dias 1º de novembro até a terça-feira (24), foram registrados 7.480 atendimentos no local.

Conforme o Secretário Municipal da Saúde, Claiton Camargo de Souza outro indicador que preocupa é a taxa de ocupação de leitos de enfermaria e UTI destinados à pacientes positivados e suspeitos do novo Coronavírus. “Estamos buscando incessantemente soluções em conjunto com a rede de urgência e emergência da região e o Governo do Estado para viabilizar atendimento aos pacientes que precisam de internamento nesse momento que chegamos a 100% de ocupação dos leitos UTI Covid e 82% de ocupação dos leitos de enfermaria Covid”, destaca. “De segunda-feira para cá foram ampliados mais dois leitos de UTI Covid no Hospital Tereza Ramos e nossa expectativa é que até o final desta semana, mais quatro leitos de UTI Covid sejam abertos aqui na cidade”, acrescenta.

A última vez que a Serra Catarinense foi enquadrada na classificação na cor Vermelha (Risco Gravíssimo), foi no mês de agosto. A partir dessa nova classificação regional, algumas medidas restritivas passam a ser adotadas em âmbito municipal, conforme prevê o Governo do Estado de Santa Catarina. Um novo decreto municipal, com medidas de fortalecimento da fiscalização poderá ser divulgado ainda nesta quinta-feira (26).

Em paralelo a essas ações, o Município tem intensificado a fiscalização no sentido de coibir as condutas que aumentam os riscos de transmissão da Covid-19. “A fiscalização será intensificada com uso de drones durante o final de semana, nos locais de aglomeração, como o Salto Caveiras, por exemplo, numa parceria com a Policia Militar, Corpo de Bombeiros e voluntários locais que vão operar os equipamentos. Se alguma irregularidade for flagrada, a PM será acionada para atender a ocorrência de desrespeito às normas sanitárias vigentes”, enfatiza o prefeito em exercício, Juliano Polese.

Desde a quarta-feira (25) a Diretoria de Trânsito da Prefeitura de Lages (Diretran) colocou nas ruas de Lages as viaturas circulando com mensagens de áudio em alto-falante alertando sobre o Coronavírus.

Texto: Flávio Fernandes

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!