Carmen debate alternativas para o tratamento de pacientes com câncer durante pandemia

Em reunião virtual realizada nesta segunda-feira (29), com representantes do Instituto Oncoguia, a deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania/SC) debateu alternativas para o atendimento da demanda reprimida de pacientes do SUS que precisam de diagnóstico e de tratamento do câncer como biópsias, quimio e radioterapia.

Dados do Ministério da Saúde mostram que mais de 40% dos países interromperam o rastreamento da doença durante a pandemia da Covid-19 após orientação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Além de retomarmos as consultas médicas e exames, ainda teremos que buscar uma alternativa para as cirurgias oncológicas represadas no ano passado. Certamente vamos precisar fazer dois anos em um”, disse Carmen que é presidente da Frente Parlamentar Mista da Saúde e relatora da Comissão Externa de Enfrentamento à Covid-19.

A parlamentar é autora da proposta que deu origem à lei 13.896/19, que determina que os exames no caso de suspeita de câncer devem ser realizados em no máximo 30 dias.

foto: Gustavo Sales/ Câmara dos Deputados

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!