Reunião do Coes pode gerar novas medidas contra Covid-19

O Coes (Centro de Operações de Emergência em Saúde) deve se reunir novamente neste sábado (3) para discutir o cenário da pandemia da Covid-19 em Santa Catarina. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, a reunião ocorre de forma online e está marcada para 9h.Carmen Zanotto, nova secretária de Saúde nomeada pela governadora interina Daniela Reinehr, adiantou em coletiva de imprensa na quinta (1º) que o encontro pode resultar em novas medidas, além de ajudá-la a se inteirar dos assuntos.

“Será uma reunião dando continuidade ao que se discutiu durante a semana. Tudo isso a gente vai procurar se inteirar, procurar seguir toda a legislação, o rito, e com diálogo e construção. A gente precisa trabalhar bastante essa questão dos encaminhamentos”, disse.
O que é o Coes
O Coes (Centro de Operações de Emergência em Saúde) é um grupo de trabalho criado pelo governo estadual durante a pandemia para definir as estratégias de enfrentamento ao coronavírus no Estado.
Após um período desativado, a Justiça determinou, em março, que o grupo voltasse a funcionar para deliberar sobre as medidas restritivas implementadas no combate à pandemia, entre elas o lockdown, descartado no mês passado.

O centro de operações é formado por diversos segmentos da Secretaria de Estado da Saúde, como o gabinete da secretária, a assessoria de comunicação e as superintendências de Gestão Administrativa, Planejamento em Saúde, Hospitais Públicos Estaduais, Serviços Especializados e Regulação e Urgência e Emergência.

Além disso, também participam as seguintes entidades:

Fecam (Federação Catarinense de Municípios)
MPSC (Ministério Público de Santa Catarina)
Cosems (Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de SC)
Ces (Conselho Estadual de Saúde)
Fehoesc (Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Santa Catarina)
Ahesc (Associação dos Hospitais de SC)
Grac (Grupo de Ações Coordenadas da Defesa Civil)
PMSC (Polícia Militar de Santa Catarina);
Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis;
Ministério da Saúde;
Corens/SC (Conselho Regional de Enfermagem de Santa Catarina)
Governadora descarta lockdown
Na quinta-feira (1º), dois dias após assumir o cargo, a governadora interina Daniela Reinehr afirmou que não tem intenção de implementar o lockdown em Santa Catarina.
“A ideia é não fechar, a gente vem vivendo mais de 12 meses de um conflito constante entre saúde e economia. Essa ideia não pode mais ser considerada adequada”, destacou.

Já Carmen Zanotto, nova secretária de Saúde, afirmou que a prioridade da gestão será intensificar a vacinação, além de garantir leitos de UTI aos pacientes que estão na fila de espera.

Fonte:NDmais

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!