Pesquisa da Udesc Lages sobre uso de herbicidas em aveia é destaque em evento nacional

Um estudo do Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em Lages, foi destaque na 40ª Reunião da Comissão Brasileira de Pesquisa de Aveia (RCBPA), que ocorreu em 30 de março e 1º de abril, de forma on-line, em função da pandemia.



A publicação “Seletividade dos Herbicidas Mesotrione e Tembotrione a Aveia Branca” foi eleita como melhor trabalho nacional de pós-graduação, na área de aveia granífera. O estudo apresenta uma nova abordagem para uso de herbicidas desta cultura.

Atualmente, há disponível para os agricultores de aveia branca granífera apenas um herbicida registrado para manejo das plantas daninhas. A pesquisa da Udesc Lages apresenta duas novas moléculas que estão sendo testadas, ou seja, duas novas possibilidades com resultados promissores.

A descoberta é fruto do trabalho da doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal, Gesieli Priscila Buba Roskamp, orientada pelo professor Clovis Arruda de Souza. “A Udesc Lages tem tradição de pesquisar aveia granífera e, no momento, temos duas teses de doutorado sendo desenvolvidas com esta cultura”, conta o orientador.

Segundo o professor, a área de cultivo de aveia granífera vem aumentando no Brasil. Atualmente, são 350 mil hectares, gerando uma produção de um milhão de toneladas, o que torna o Brasil o quinto maior produtor do cereal no mundo. Para Souza, o destaque nacional “é um reconhecimento e demonstração da relevância das pesquisas desenvolvidas pela equipe do Laboratório de Plantas de Lavoura”.

jornalista Tatiane Rosa Machado da Silva

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!