1º BFv celebra 166 anos de história com a chegada da locomotiva Santa Fé

O 1º Batalhão Ferroviário completa 166 anos e comemora a data festiva com a inclusão da Locomotiva a vapor Santa Fé – Classe White 2- 10-2 , no acervo histórico da Organização Militar. Fora do período de pandemia, estará exposta a visitação, sobre trilhos, junto ao Museu Ferroviário. A locomotiva de 110 toneladas foi doada ao 1º BFv pelo Museu Ferroviário de Tubarão- SC, há 3 anos. Após a sua restauração, foi encaminhada para a cidade de Lages-SC, chegando no dia 07 de abril de 2021. A locomotiva era muito utilizada nos trilhos da Estrada de Ferro Dona Tereza Cristina (EFDTC), no município de Tubarão – SC, no transporte de carvão.

Histórico oficial da locomotiva:

A locomotiva Santa Fé, Classe White 2-10-2, Marca SKODA, foi fabricada no ano de 1949, na República da Tchecoslováquia, e vendida para a Argentina. Adquirida pelo Brasil no final de 1970, para operar exclusivamente na Ferrovia Dona Tereza Cristina (FDTC), então Regional nove da RFFSA, com a finalidade de transportar carvão para o lavadouro de Capivari, SC, e Termoelétrica Jorge Lacerda, administrada pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN). Com tração a vapor, operou na FDTC até o início da década de 1990, quando foi definitivamente aposentada. Onze locomotivas desse modelo foram importadas da FERROCARRILES – General Belgrano, Argentina. Antes de ser trazida para o Brasil, na década de 1970, sua numeração original era 1347 EF BELGRANO. No Brasil, foi conferida pelos técnicos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), com o número 201- 4 M. Até outubro de 2017, estava sob a guarda do Museu Ferroviário de Tubarão – SC (Sociedade dos Amigos da Locomotiva a Vapor – SALV), quando, através do esforço do então Comandante do 1º BFv, Cel Luiz Carlos Tomaz Silva, foi transferida, por intermédio do Ofício 05/MFT/2017-09 de 05 de setembro de 2017, (Termo de Transferência), do Museu Ferroviário de Tubarão, para o Espaço Cultural “1º Batalhão Ferroviário”.

Encontrava-se em péssimo estado de conservação, com oxidação severa, perda de partes (turbina, farol frontal, sino, apito, porta de abertura e fornalha) e comprometimento generalizado da chaparia, devido a exposição às intempéries. Permaneceu no pátio da Companhia de Equipamento de Engenharia e Manutenção (CEEM), até meados de 2018, sendo que o Comandante já havia sido substituído, passando a ser, a partir de janeiro de 2018, o Cel Cleber Machado Arruda. Em tratativas do Cel Cleber com a Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABFF) – Sul, com sede em Rio Negrinho-SC, na pessoa de seu presidente, Senhor Marlon Ilg, ficou estabelecido que a ABPF, faria a restauração da locomotiva, com a finalidade de manter a identidade ferroviária do Batalhão e que, essa restauração, não teria custos ao erário. Nesse mesmo ano, a locomotiva Santa Fé, Skoda 201 – 4 M, foi transportada por via rodoviária, para as oficinas da ABPF em Rio Negrinho-SC, dando início ao processo de restauração que durou cerca de dois anos. Devido a entraves burocráticos e contratação de transporte por parte da ABPF, seu retorno ao 1º Batalhão Ferroviário, só foi possível no ano de 2021, já com o Batalhão, sob o Comando do Ten Cel Anderson Soares do Carmo, que empenhou-se pessoalmente no retorno da locomotiva ao seu local de destino.

Assim sendo, no dia 7 de abril de 2021, as 09h41 da manhã, cruzou os portões desta Unidade Militar, a Locomotiva Santa Fé, Skoda 201 – 4 M, totalmente restaurada, pesando aproximadamente 110 toneladas, e ocupando local de destaque no pátio histórico do Espaço Cultural “1º Batalhão Ferroviário”. É imperioso ressaltar o esforço conjunto dos Comandantes do Batalhão: Cel LUIZ CARLOS TOMAZ SILVA, 2016/2017, Cel CLEBER MACHADO ARRUDA, 2018/2019 e Ten Cel ANDERSON SOARES DO CARMO, que empenharam-se na missão de integrar esse monumento ferroviário ao acervo do Espaço Cultural do Batalhão. Da mesma forma, o apoio do MUSEU FERROVIÁRIO DE TUBARÃO – Sociedade dos Amigos da Locomotiva a Vapor (SALV) e da Associação Brasileiro de Preservação Ferroviária, (ABPF), sede Rio Negrinho-SC

Por assessoria 1º Batalhão Ferroviário

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!