Colheita de pinhão gera alerta sobre acidentes na rede elétrica

O frio está chegando e com ele a colheita de pinhão, cultura tradicional em Santa Catarina, principalmente na região serrana. Neste período são comuns notificações à Celesc sobre acidentes por choques elétricos durante a coleta da semente da pinha, provocados pelo contato ou aproximação de varas ou hastes longas, utilizados para derrubar os frutos, com a rede de alta tensão.

“A colheita de pinhão exige atenção especial quanto aos perigos oferecidos. O contato ou mesmo a aproximação das varas de bambu ou de outros materiais com os cabos energizados pode provocar choques elétricos gravíssimos, com grandes queimaduras. Pode levar, inclusive, a óbitos, esteja a pessoa no chão ou no alto do pinheiro”, alerta o gerente regional do Núcleo Planalto, Gladimir Jeremias.

Existem ainda, além dos riscos de choque elétrico, a possibilidade de queda do colheitador durante a escalada e até mesmo de pinhas que podem atingi-lo. Desse modo, a recomendação é de que sejam tomadas todas as medidas preventivas e avaliados todos os riscos, bem como utilizados os equipamentos de segurança adequados.

Recomendações da Celesc para a prevenção de acidentes:

  • Antes de iniciar a colheita, deve ser feita uma avaliação de todos os riscos envolvidos. 
  • É necessário verificar a existência de fios, postes, transformadores e outros equipamentos da rede elétrica nas imediações. Se estiverem próximos, busque uma alternativa que não ofereça riscos.
  • Não utilizar varas que tenham comprimento suficiente para atingir ou aproximar-se dos cabos, postes ou equipamentos da rede, independentemente do material da vara.
  • Não subir em árvores onde a fiação de energia esteja muito próxima ou entre os galhos. A escalada sem os materiais de segurança adequados oferece também o risco de queda.
  • Utilizar outras técnicas de extração que não necessitem aproximação com a rede elétrica. Aguardar a queda natural das pinhas e colher diretamente no chão é a melhor alternativa nos casos que ofereçam riscos.

Em caso de emergências elétricas, o consumidor pode acionar a Celesc pelo telefone 0800 048 0196.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!