Setor cervejeiro irá promover Drive-thru Solidário em 29 de maio

A população trocará uma cerveja por alimentos, doados a instituições filantrópicas após. Esta data será organizada sob um rígido protocolo estabelecido pela Secretaria da Saúde, envolvendo o posicionamento estratégico dos veículos, uso de máscaras e luvas pelos participantes e a higienização das garrafas de cerveja e dos alimentos

Uma reunião com representantes de cervejarias artesanais de Lages e a Cervejaria Ambev S.A. aconteceu nesta quinta-feira (6 de maio), sobre  o Drive-thru Solidário que será realizado no dia 29 de maio no Ginásio Municipal de Esportes Jones Minosso, em acordo com as normas sanitárias de prevenção ao coronavírus, causador da doença Covid-19, como o uso de máscara. O executivo da Ambev, Felipe Sommer, responsável pelo desenvolvimento do Projeto Fazenda de Lúpulo Santa Catarina, em Lages, coordenou o encontro com as nove cervejarias artesanais de Lages.

Na pauta, a organização do Drive-thru, e a troca de dez mil cervejas artesanais, a Brazilian Blonde Ale, por alimentos. A conversa contou com a presença do secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo de Lages, Álvaro Mondadori (Joinha); executivo de Trânsito, da Diretoria de Trânsito (Diretran), Newton Silveira Junior; gerentes de Turismo do Município de Lages, Henrique Beling e Matheus Cardoso; assessora de Turismo da Associação dos Municípios da Região Serrana (Amures), Ana Vieira, e empresários das cervejarias Princesa da Serra, Chopp do Zé, Embaixada Bar, GuedBeer Empório, L’jaicaBier Letti e Serra Forte. O evento tem o apoio da prefeitura de Lages, através da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo, da Fundação Municipal de Esportes (FME), Diretoria de Trânsito (Diretran) e Diretoria de Assuntos Comunitários.

Drive-thru

Marcado para o dia 29 de maio, das 10h às 16h, o evento será no Ginásio Jones Minosso, com a entrega de um quilo de alimento por uma cerveja (Brazilian Blonde Ale, a cerveja colaborativa da Serra). A população de Lages poderá trocar uma cerveja por alimentos que serão posteriormente doados a instituições sem fins lucrativos. O limite é de 12 cervejas por pessoa. Esta data será organizada sob um rígido protocolo estabelecido pela Secretaria Municipal da Saúde, que envolve o posicionamento estratégico dos veículos, uso de máscaras e luvas por parte dos participantes e a higienização das garrafas de cerveja e dos alimentos.

O secretário Álvaro Mondadori (Joinha) salienta “o novo momento para o desenvolvimento do setor cervejeiro. Lages se destaca a cada dia como um grande protagonista na produção do lúpulo, além das dez cervejarias artesanais locais que impulsionam este cenário gastronômico e turístico para a nossa região”. Felipe Sommer lembra o desenvolvimento promissor na nova planta da Fazenda de Lúpulo Santa Catarina, proporcionando o suporte para o desenvolvimento do lúpulo, pela agricultura familiar. A expectativa é que as cervejarias agora desenvolvam novas receitas utilizando o lúpulo produzido na Serra Catarinense”.

A construção do Projeto

O avanço na produção de lúpulo nacional ganha mais um capítulo no dia 29 de maio. Em parceria com nove microcervejarias catarinenses, a Ambev e a Lohn Bier desenvolveram um rótulo colaborativo, feito com lúpulo brasileiro, produzido e cultivado pelo Projeto Fazenda de Lúpulo Santa Catarina, em Lages. A Brazilian Blonde Ale, como foi batizada, é uma cerveja puro malte, de estilo Blonde Ale, que chega para estimular ainda mais a união do setor cervejeiro na Serra Catarinense.

A escolha de ingredientes, definição de receita e brassagem, aconteceram no ano passado, na Lohn Bier, microcervejaria parceira da ZX Ventures, o braço de inovação da Ambev, e foi realizada em conjunto a cervejeiros e especialistas de todas as cervejarias participantes. “Nós criamos uma Ale com uma base de malte, corpo variando de leve a médio, e com uma levedura neutra para que os lúpulos catarinenses imprimam suas características. O resultado foi uma cerveja com bastante equilíbrio de malte e lúpulo – esse com nuance herbal e levemente cítrico, cortando o dulçor do malte, que remete a pão e amêndoa em terceiro plano”, detalha o sommelier e fundador da Lohn Bier, Richard Westphal Brighenti.

Brazilian Blonde Ale é uma parceria entre as cervejarias catarinenses Princesa Serra, Bier Letti, FrostbierEiswasser, Embaixada Bar, L’JaicaChopp do Zé, GuedBeer e União Serrana, além da Lohn Bier e Cervejaria Ambev S.A. “Estamos muito felizes em dar mais um passo tão importante e representativo para a cadeia cervejeira com a produção de um rótulo feito com lúpulo nacional, nascido de um Projeto que busca agregar para todo o ecossistema, seja com o incentivo à cultura do lúpulo, e com a possibilidade de geração de renda para a comunidade”, comenta a head de Conhecimento e Cultura Cervejeira da Ambev, Laura Aguiar.

Texto: Henrique Beling, com colaboração do Projeto Fazenda de Lúpulo Santa Catarina, da Ambev/Fotos: Henrique Beling

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!