Novos passeios de Maria Fumaça estão sendo programados para a Coxilha Rica

A programação vem sendo elaborada em parceria da ABPF com a secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, agentes de viagens e demais envolvidos no trade turístico da Coxilha Rica. Os passeios estão programados para os dias 25 e 26 de setembro e dias 1º, 2 e 3 de outubro_

Um novo modelo de passeio de trem Maria Fumaça, pelos campos da Coxilha Rica, está sendo organizado pela secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, da Prefeitura de Lages, em parceria com a Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF).

A ideia desta nova programação foi apresentada nesta quarta-feira, 12 de maio, ao prefeito Antonio Ceron e ao vice-prefeito, Juliano Polese, pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Álvaro Mondadori (Joinha), e pelo diretor vice-presidente da ABPF, Marlon Ilg, juntamente com o diretor de marketing desta associação, Anistheo Fagionn.

Basicamente, o novo passeio será uma integração de viagem de trem Maria Fumaça com visitação às fazendas da Coxilha Rica. Para isso, as pessoas se deslocarão de trem, da Estação Ferroviária, em Lages, até a Estação do Escurinho, na Coxilha Rica, e deste ponto em diante, com deslocamento de ônibus, os turistas visitarão às fazendas para almoço e passeios. Terminado este passeio, eles voltam de ônibus para Lages.

Enquanto isso, outros turistas viajam de ônibus de Lages para a Coxilha Rica, visitam as fazendas, passeiam, e voltam para Lages no trem Maria Fumaça. “Esta ideia surgiu em reunião virtual que tivemos com proprietários de fazendas e empresários do ramo turístico, os quais solicitaram apoio da Prefeitura de Lages para implantação de roteiros de visitação”, disse o secretário Álvaro Mondadori.

“Esta programação está sendo construída em parceria da ABPF com a secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, agentes de viagens e demais envolvidos no trade turístico da Coxilha Rica. Os passeios estão programados para os dias 25 e 26 de setembro e dias 1º, 2 e 3 de outubro. Inicialmente estamos organizando e elaborando o produto (os passeios) para lançarmos a programação completa na segunda quinzena de Julho”, explicou Marlon Ilg.

O passeio de Maria Fumaça será feito na locomotiva Mallet 204, com 12 vagões, e capacidade para transportar até 600 pessoas, por viagem. “Seguiremos todas as normas sanitárias impostas pelas autoridades, devido à pandemia, mas tudo indica que até o final do mês de setembro, início dos passeios de Maria Fumaça, tudo esteja mais normalizado e as pessoas possam, tranquilamente, voltar a passear de trem pela Coxilha Rica”, disse Marlon.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!