Udesc Lages, Secretaria da Agricultura de SC e Epagri realizarão trabalho integrado

O Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em Lages, recebeu nesta segunda-feira, 17, o secretário da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural do Estado, Altair Silva, e a presidente da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), Edilene Steinwandter, juntamente com o diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação, Vagner Portes.

A comitiva foi recebida pelos cinco diretores da Udesc Lages, das áreas de ensino, pesquisa e pós-graduação, extensão e administração. A agenda iniciou com uma reunião para firmar parcerias e alinhar o desenvolvimento de um trabalho conjunto entre as três instituições e encerrou com uma visita ao campus. Também estava presente a pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da universidade, Letícia Sequinatto.

Uma das principais demandas do Estado são alternativas para a produção de cereais de inverno, em função da dependência com relação à exportação. “Nós importamos muito milho de outros estados e até do exterior e produzir cereais de inverno é diminuir essa dependência”, afirma o secretário.

A secretaria tem como referência, principalmente, as pesquisas realizadas na universidade que podem contribuir com a solução de problemas e com o desenvolvimento do agronegócio catarinense. Um exemplo é o monitoramento dos impactos da cigarrinha-do-milho nas lavouras de Santa Catarina, baseado em estudos do professor Ricardo Casa, do Departamento de Agronomia.

“A Secretaria de Agricultura tem muito interesse em estreitar relações e construir parcerias para que o resultado final chegue às propriedades rurais”, fala Silva. “A gente sabe que o CAV é uma referência em termos de formação agronômica, veterinária, ambiental e florestal e sua contribuição para a economia de Santa Catarina é fundamental”.

A reunião é o início de futuras tratativas que, além das pesquisas, incluem capacitações em parceria com a Epagri, por exemplo. Segundo o diretor-geral da Udesc Lages, Clóvis Eliseu Gewehr, a principal contribuição da universidade se dará pela formação de profissionais e pela geração de conhecimento. “Traçamos alguns pontos e vamos fomentar essas ideias e projetos para que possamos melhorar o setor primário de Santa Catarina”, diz ele.

Udesc Lages/Jornalista Tatiane Rosa

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!