//Muro de arrimo contém erosão de encosta do Carahá

Muro de arrimo contém erosão de encosta do Carahá

Muralha de pedra é uma forma ideal para conter o desbarrancamento de áreas costeiras da avenida Belizário Ramos, provocado por enxurradas ou infiltração

 Um muro de arrimo construído com pedra ferro (basalto), medindo 600 metros cúbicos, foi a solução encontrada pela Secretaria Municipal de Planejamento e Obras para corrigir a erosão na barranca do rio Carahá, provocada por infiltração de água na base asfáltica da avenida Belizário Ramos.

Essa infiltração ocorria devido ao entupimento de tubulação pluvial, problema antigo que acabou provocando afundamento da pista asfáltica e erosão da encosta do rio. Para a construção do muro, a prefeitura contratou empresa especializada, sendo o trabalho coordenado pelo pedreiro Senir Almeida, com mais de 40 anos de experiência em obras desta natureza.

Senir explica que para o nivelamento do muro de contenção de encosta com a pista asfáltica, a qual terá a área avariada reconstruída, será levantada cinta de concreto com 42 metros de comprimento, 25 centímetros de altura e 50 de largura. “A rede de água que passava sob o leito da avenida teve os canos quebrados. Com o entupimento da tubulação a água infiltrada provocou a erosão do terreno e da base asfáltica”, explica o diretor de Obras, Antonio Correa.