Padaria da Assistência Social distribui 25 mil pães por semana

Esta produção média semanal reduziu em 50% devido à pandemia. Antes disso, somente para atender a demanda de consumo da merenda escolar eram fornecidos, mensalmente, 150 mil pães

Em visita à Padaria da Secretaria da Assistência Social e Habitação, da Prefeitura de Lages, na manhã de quinta-feira, 17 de junho, o prefeito Antonio Ceron confirmou que este estabelecimento terá a sua estrutura interna reformada. Na visita, o prefeito, juntamente com o vice Juliano Polese e os secretários Jean Pierre Ezequiel (Assistência) e Ivana Michaltchuck (Educação) conheceram toda a estrutura e funcionamento da padaria, a qual funciona há cerca de três décadas, fornecendo pães, bolachas, roscas e uma série de outros produtos de confeitaria e lanches para estabelecimentos ligados à administração público-municipal, tais como escolas, CRAS, CREAS, abrigos, e também para casas asilares de Lages.

A coordenadora da padaria, Carmem Colombo, explicou como funciona a padaria onde trabalham 14 pessoas em turnos de segunda-feira à sexta-feira, das 07h30 às 16h30 e aos domingos, em horários diferenciados de acordo com a demanda de consumo. “Os padeiros trabalham em horários e turnos diferenciados, de acordo com a demanda de fornecimento de pães. As domingo eles chegam à padaria às 24H00 horas e saem às 06h00 horas e têm dias também que começam a trabalhar às 05h00 horas. Expediente flexível”, disse Carmem Colombo.

Recentemente, foi adquirida uma nova máquina para a padaria, a qual facilitará muito a produção de pães e o atendimento da demanda de consumo, hoje no patamar de 25 mil pães por semana (em média). “Antes da pandemia, somente para a Secretaria da Educação eram fornecidos 150 mil pães por mês, em média. Hoje essa demanda diminuiu e está numa média semanal de 14 mil pães”, fala Carmem.

Além das escolas e creches, a padaria da Assistência Social distribui pães para os asilos, para a Associação de Deficiente Visuais (Adevips), para o Hospital Infantil, e para o Instituto Dorvalino Comandoli (IDC). Entre vários outros locais que recebem esse alimento, estão a Casa da Mulher, Acolhimento POP, Acolhimento Temporário e a Cozinha Comunitária.

“Fico muito feliz de saber que a Prefeitura de Lages, com o funcionamento desta padaria, contribui com a melhoria de vida das pessoas mais necessitadas, contribuindo também com alimento básico da merenda escolar”, disse o prefeito Antonio Ceron.

Para a produção de pães, na padaria da Assistência Social, a secretaria da Educação colabora com a compra da farinha de trigo e em troca recebe mensalmente (nesta época de pandemia) uma média semanal de 14 mil pães. “Esta produção reduziu, praticamente, em 50%, nesta época de pandemia, principalmente devido à baixa demanda de consumo de pão na merenda escolar. Destaca-se, aqui, a significativa economia obtida com a produção de pães em padaria própria da Assistência Social. Se tivéssemos de comprar este alimento no comércio, os gastos seriam consideráveis”, disse o secretário Jean Pierre Ezequiel.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!