Proteção animal: relatório de atividades de janeiro a maio de 2021

Ações efetivas de proteção animal, no município de Lages, são de competência de uma gerência específica da Secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente

A gerência de vida animal, da secretaria de Serviços Públicos e Meio Ambiente, da Prefeitura de Lages, apresenta relatório de atividades referentes aos meses de janeiro, fevereiro, março, abril e maio de 2021, no que diz respeito à castrações de cães e gatos, recolhimento de animais, atendimentos de casos e denúncias de maus tratos à animais, além de aplicações de multas e notificações pertinentes a esses casos.

No período de janeiro a maio deste ano foram realizadas 520 castrações de cães e gatos, 122 recolhimento de animais (pequeno porte) e mais 47 de animais de grande porte. Feitas 200 averiguações de casos e denúncias de maus tratos, além de lavradas 110 notificações e aplicadas 11 multas.

A gerente de proteção animal, Jenniffer Gerber explica que o recolhimento de animais se refere aqueles de rua, os quais são levados para o Centro de Zoonozes, tratados e postos para adoção. “São recolhidos animais doentes ou que estejam abandonados, nas ruas. Nossa gerência atende denúncias que são formalizadas via boletim de ocorrência (BO), o qual pode ser feito on-line (www.delegaciavirtual.sc.gov.br)”, fala a gerente de vida animal.

Se a pessoa tiver alguma dúvida ou dificuldade para fazer o Boletim de Ocorrência, pode ligar para o telefone 32517975. A proteção animal está ancorada na Lei municipal (complementar) número 313 de 2008.

Para as pessoas que não tenham condições de arcar com as despesas de castrações de seus cães ou gatos, em clínica particular, pode ligar no telefone 32517975 e se cadastrarem para o mutirão de castração promovido pela Secretaria Municipal de Serviços Públicos e Meio Ambiente, da Prefeitura de Lages.

Texto: Iran Rosa de Moraes/Fotos: Toninho Vieira e Divulgação

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!