Municípios suspendem aulas devido ao intenso frio

A onda polar de frio que chegou à Serra Catarinense nesta segunda-feira (28), levou os prefeitos de alguns municípios a decretarem a suspenção das aulas presenciais na rede municipal nesta terça-feira (29). A decisão foi tomada através do Programa de Educação Municipal do Consórcio Intermunicipal Serra Catarinense – Cisama, que levantou a situação do frio e as aulas, em cada um dos 18 municípios.

Segundo o coordenador do programa, Carlos Eduardo Moreira, a decisão dos prefeitos e dos secretários municiais de Educação, decorre devido à dificuldade de manter o Plano de Contingência de Combate à Covid-19, no quesito ventilação de ambiente. “O intenso frio não permite que as unidades de ensino mantenham o ambiente arejado com janelas e portas abertas”, explica Carlos Moreira.

Como as temperaturas em toda Serra Catarinense se mantém próximas ou abaixo de zero grau, devido a poderosa massa de ar polar que cobre a maior parte do sul do país, a decisão por aulas apenas remotas foi o melhor caminho encontrado pelos municípios.

Sendo assim, foram suspensas as aulas presenciais em Bom Jardim da Serra, Painel, Palmeira, Rio Rufino, São Joaquim, Urubici e Urupema. São José do Cerrito já tinha programação de suspender, por ser feriado do Padroeiro do município São Pedro e reforçou a decisão com o intenso frio.

Bocaina do Sul suspendeu apenas as aulas da Educação Infantil. Os municípios de Ponte Alta e Correia Pinto estavam avaliando no fim da tarde, a possibilidade de suspenção das aulas na terça-feira. Já Bom Retiro vai manter o ensino remoto até dia 30 de junho voltando no modo presencial no dia primeiro de julho. Nos demais municípios as aulas seguem normal.

Créditos: Onéris Lopes

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!