Semasa instala ecopontos para entrega voluntária de materiais recicláveis

Os dois primeiros containeres serão instalados nos bairros Guarujá e Universitário. Outras seis unidades devem chegar nas próximas semanas

A Secretaria Municipal de Águas e Saneamento (Semasa), através da Diretoria de Resíduos Sólidos, iniciou a instalação de ecopontos pela cidade. Trata-se de containers preparados e destinados à entrega voluntária de resíduos sólidos por parte da população.

Foram adquiridas oito unidades, através de uma empresa terceirizada que venceu o processo licitatório e entregou as estruturas prontas para o uso. Os dois primeiros containeres já chegaram e estão guardados na própria Semasa até que sejam instalados em pontos estratégicos da cidade.

A previsão é de que a instalação seja realizada na semana que vem, pois ainda faltam alguns ajustes, como a logo da prefeitura e a plotagem da lateral. Um deles ficará no bairro Guarujá, em um terreno próximo ao Guarujá Social, na avenida 31 de Março, e o outro em terreno anexo ao ginásio Jones Minosso, no bairro Universitário. Os outros seis ecopontos ainda terão locais definidos. “Esta foi uma iniciativa tomada após uma conversa com o prefeito Antonio Ceron, com objetivo de incentivar a população a participar mais da coleta seletiva, dando uma destinação correta e diminuindo a emissão deste tipo de material ao aterro sanitário”, explica o secretário da Semasa, Jurandi Agostini.

O ecoponto é um sistema de recolhimento de lixo reciclável com divisórias para materiais específicos. O container é dividido em compartimentos coloridos, sendo o amarelo para depósito de alumínio e metal, a parte vermelha para o plástico, o azul para papel e papelão, no verde para vidro e na parte laranja pilhas, baterias e outros materiais eletrônicos.

A ideia é que os próprios moradores das regiões onde estarão instalados os ecopontos depositem seus materiais no container, separados de acordo com cada marcação. “Várias cidades já utilizam o ecoponto e serviram como modelo para Lages, afinal, coisa boa a gente copia”, diz o secretário.

O recolhimento e destinação correta dos materiais serão de responsabilidade da Cooperativa de Trabalho dos Catadores de Materiais Recicláveis de Lages (Cooperlages) e da empresa Eco Centro Sul, que trabalha com materiais eletrônicos descartados. O serviço será feito semanalmente, ou conforme a quantidade de lixo depositada nos containeres.

Para instigar ainda mais a comunidade a participar do projeto e fazer a separação do lixo em casa, serão promovido concursos nas escolas municipais, com participação dos estudantes. “As laterais dos containers serão plotadas com o tema, e tivemos a ideia de fazer um concurso de desenhos e frases entre os alunos. Os vencedores terão seus trabalhos expostos nos ecopontos”, explica o diretor de Resíduos Sólidos, Milton Matias Filho (Miltinho).

A população precisa ficar atenta aos materiais permitidos no ecoponto, não podendo ser depositado lixo orgânico. Este tipo de resíduo é recolhido pelos caminhões da Serrana Engenharia, empresa terceirizada que leva até o aterro sanitário.

Paralelo aos ecopontos, o trabalho da coleta seletiva continuará sendo feito pela cooperativa, que conta com o apoio da prefeitura, através da Semasa. Os caminhões passam por todos os bairros recolhendo os materiais recicláveis separados pela população, conforme cronograma próprio.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!