Oferta de leitos de hospedagem da Serra Catarinense cresceu 42%

Levantamento concluído esta semana pela Assessoria de Turismo da Amures, revelou que a oferta de leitos de hospedagem na Serra Catarinense cresceu 42% nos últimos dois anos. Os dados obtidos a partir do detalhamento de informações do trade turística regional, só foi possível graças ao empenho dos Secretários Municipais de Turismo que foram à campo catalogar a oferta dos equipamentos.

De acordo com a assessora de turismo da Amures, Ana Vieira, em 2019 a região tinha uma oferta de nove mil leitos. “A realidade agora é de uma oferta de 12.789 leitos, com destaque para os municípios, onde o turismo está mais consolidado. Mas não podemos esquecer que Capão Alto, por exemplo, está entrando forte nessa oferta quando construiu o hotel Queijo e Cia e agora com a Fazenda Cerro Azul, que além da quantidade tem a qualidade de nível internacional”, explica Ana Vieira.

O levantamento coordenado pela turismóloga da Amures, identificou também, o valor do ticket médio praticado na região, da ordem de R$ 175,00 na hospedagem. E a taxa média de ocupação de 80% durante este mês de julho. “Importante ressaltar que o incremento econômico só com hospedagem na região no mês de julho, está estimado em R$ 53,7 milhões. O que sinaliza uma boa recuperação, após atingirmos o ápice de uma pandemia sem precedentes”, afirma Ana Vieira.

Pelos números apurados no levantamento, terão passados pela Serra Catarinense só no mês de julho, em torno de 300 mil pessoas. Sem considerar visitantes que se abrigaram na casa de parentes e turistas que apenas usaram a região como apoio ou passagem, sem usar os equipamentos de hospedagens.

Fonte :Amures

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!