Começou distribuição das doses de vacina contra a Covid-19 recebidas nesta sexta

O Governo do Estado começou a distribuição das doses da vacina contra a Covid-19 que chegaram ao estado na manhã desta sexta, 20. Foram recebidas 110.300 doses da Coronavac e 80.730 da Pfizer. A divisão foi iniciada de tarde para as centrais regionais da Grande Florianópolis, Blumenau, Itajaí, Tubarão, Criciúma e Araranguá. No sábado, pela manhã, serão enviadas as doses das centrais de Lages, Rio do Sul, Jaraguá do Sul, Joinville e Mafra via terrestre. As remessas das centrais de São Miguel do Oeste, Chapecó, Xanxerê, Concórdia, Videira e Joaçaba serão transportadas pelo avião do Corpo de Bombeiros Militar.

Estão sendo distribuídas 136.890 doses da Pfizer para aplicação da primeira dose (D1), sendo 80.730 doses recebidas nesta sexta e outras 56.160, que o Ministério da Saúde havia destinado para a segunda dose, mas retificou a informação e destinou como primeira. Além de 55.150 doses da Coronavac, ou seja, metade do que foi recebido nesta sexta, considerando a necessidade de reservar o restante para aplicação da dose complementar.

:: Confira aqui a tabela de distribuição de doses e s orientações aos municípios

As 192.040 doses (D1) devem ser utilizadas para a vacinação da população adulta com 18 anos ou mais e adultos de outros grupos prioritários que, por algum motivo, ainda não se vacinaram. Os municípios que já encerraram a aplicação da primeira dose em toda a população adulta com 18 ou mais e tiverem sobra de vacinas, devem comunicar a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive). Desta forma, será feito o remanejamento das doses para outros municípios que ainda precisam avançar na vacinação.

O diretor de vigilância epidemiológica João Augusto Brancher Fuck ressalta que a vacinação dos adolescentes, com idade entre 17 e 12 anos, precisa ser discutida e pactuada com as prefeituras, por esse motivo, ainda não está liberada no estado. “Haverá uma reunião no dia 24 de agosto entre estado e municípios para definir os detalhes da vacinação contra a Covid-19 nos adolescentes, mas primeiro temos que vacinar toda a população adulta acima de 18 anos, de todas cidades, com a primeira dose da vacina”, enfatizou o diretor.

Segunda dose

Nesta remessa, também estão sendo distribuídas 142.075 doses da vacina AstraZeneca para uso como segunda dose (D2). Esse quantitativo corresponde a 70% da distribuição da primeira dose. O Estado aguarda o envio de novas doses, pelo Ministério da Saúde, para disponibilizar aos municípios.

O Governo reforça a necessidade da população retornar para tomar a segunda dose da vacina. O pedido é ainda mais importante neste momento em que já há a confirmação da transmissão comunitária da variante Delta no estado. “Apenas com o esquema vacinal completo, ou seja, com as duas doses ou dose única da vacina, a pessoa pode se considerar protegida das formas graves da doença, hospitalizações e até de evoluir para a morte”, explica o diretor da Dive.

Importância do registro

O estado acompanha a evolução da Campanha de Vacinação contra a Covid-19 pelo registro de doses aplicadas, que deve ser realizado por todos os municípios. É de extrema importância que as equipes municipais façam isso em até 48 horas após a aplicação da dose para que o Estado consiga aprimorar a análise da cobertura vacinal e o planejamento do envio de doses para os municípios, para garantir a homogeneidade da cobertura vacinal.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!