//Empresa utiliza serviços do Banco do Emprego em seleção para preenchimento de 105 vagas em Lages

Empresa utiliza serviços do Banco do Emprego em seleção para preenchimento de 105 vagas em Lages

Chances de trabalho como motorista carreteiro, supervisor operacional, assistente administrativo, mecânico, auxiliar de mecânico, técnico de segurança do trabalho e assistente de monitoramento

A economia dá sinais de recuperação e a empregabilidade ganha fôlego gradualmente. E Lages aparece no quadro positivo com números animadores neste mês de março de 2018, pois uma empresa do segmento de bebidas instalada no maior município da Serra abriu 105 vagas de emprego para início praticamente imediato. Deste montante, 96 são postos de trabalho para motoristas carreteiros, através da Log20 Logística, de Concórdia.

O perfil exigido é idade desejável de 25 anos (por conta da experiência, porte do caminhão e rota de risco nas estradas), Carteira Nacional de Habilitação (CNH) categoria “E” e experiência comprovada em carteira de trabalho. Serão admitidos pela Log20 sob o regimento da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). As viagens serão pelos três Estados do Sul e São Paulo, com saída de Lages. Os 25 anos são em razão de ser um trabalho que exige muita cautela, pois as estradas do roteiro são de risco, as denominadas rotas críticas. Segundo o cronograma, a operação dos profissionais a serem admitidos começará em 9 de abril e no dia 2 já iniciará a integração.

O Banco do Emprego, um dos serviços da linha de frente da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo, se constitui em um dos locais onde estão sendo feitos os recrutamentos. O departamento da prefeitura abriu suas portas no sábado (17) para receber os candidatos às vagas e disponibilizar seu auditório, suas salas de entrevistas coletivas e individuais e apoio de capital humano.

O processo de contratação está em desenvolvimento pela empresa Psicolife (existe há um ano e presta serviços de coaching, treinamento e desenvolvimento, recrutamento e seleção, constelação familiar, hipnose e terapia de casal) e está representada pela consultora, psicóloga Gislaine Ruaro, formada há 18 anos na área, com experiência em Recursos Humanos (RH) há 15, além de deter conhecimentos em corporações. Ela atua também como coach e professora universitária.

A parceria da clínica foi firmada no início de março com a Log20 Logística, de Concórdia, operador atuante em vários Estados e ofertante das vagas em Lages junto à empresa de bebidas. “Precisamos de profissionais extremamente preparados e gabaritados para a função. Não é somente dirigir, é preciso exercitar os aspectos da área cognitiva”, argumenta Gislaine Ruaro.

O secretário do Desenvolvimento, Mario Hoeller de Souza, manifesta que, “o Banco do Emprego busca as empresas e estas, por sua vez, acreditam no trabalho porque a Secretaria entrega profissionais com qualidade. Não são somente 105 pessoas a serem contratadas, mas 105 famílias que terão garantia de renda.”

Os contatos com o Banco do Emprego começaram no dia 10 deste mês, sendo que as vagas foram divulgadas em emissoras de rádio, Facebook, WhatsApp, Sine, Setplan, Sinttrol, Sest/Senat, postos de combustíveis às margens das rodovias BR-116 e BR-282 e entre motoristas de caminhão em outros ambientes. “E em uma das rádios onde fiz a divulgação me informaram do Banco do Emprego. Aí vim direto para cá, fui muito bem recebida e me senti extremamente acolhida. A Secretaria foi aberta o dia inteiro no sábado, quando normalmente não funciona. O suporte dado a nós foi fantástico”, reconhece Gislaine Ruaro.

O processo de seleção se estenderá nesta quinta e sexta-feira (22 e 23) até o próximo dia 30 de março. “Estamos buscando profissionais em outros órgãos também. Vamos passar todos os dias aqui no Banco. Tentei fazer alguns contatos e houve locais com outros fins e teríamos que fazer um investimento. Mas aqui é tudo gratuito. Podemos utilizar os espaços tranquilamente. Eu presto consultoria em vários municípios de Santa Catarina e não são todos que têm uma estrutura desta. Superou minhas expectativas.” Gislaine Ruaro inclusive se colocou à disposição para ser voluntária em algum projeto do Banco do Emprego.

As seleções em Lages contam, ainda, com o suporte de uma equipe técnica composta por mais três psicólogas para o trabalho aos finais de semana e na próxima semana. Portanto, duas da Psicolife e uma contratada em Lages temporariamente, esta responsável pela aplicação dos testes psicológicos no início e fechamento da operação.

As etapas

O trâmite para contratação de mão de obra dos motoristas é minucioso e de ampla abrangência para garantir à empresa a admissão de profissionais comprometidos e focados. O percurso possui as seguintes fases: divulgação da vaga; recepção ao candidato; triagem de acordo com as competências exigidas, a exemplo da verificação de experiência; entrevista individual com psicóloga em que são avaliadas competências, comportamento, história familiar e social, sonhos e objetivos; aplicação de prova de matemática, português e redação; aplicação de dois testes psicológicos com avaliação de ritmo de produtividade, atenção e concentração, relacionamento com a equipe e como o candidato lida com lideranças, e teste prático. Concluídas todas as etapas, o candidato retorna para uma conversa com a consultora e o gerente de operação, com a finalidade também de solicitação de documentação e andamento do processo.

Faz parte do caminho a realização de exame toxicológico, além de apresentação da vaga e da empresa. “Para deixá-los bem à vontade para verem se realmente é isso que eles querem. É uma escolha de vida. O destino das pessoas são elas quem cria através das decisões, baseadas em seu estado de ânimo”, pontua Gislaine. Conforme os motoristas são aprovados, passam por treinamentos de atendimento ao cliente, imagem pessoal, motivação, comportamento e habilidades para atender com qualidade e entregar os resultados esperados pela empresa. “Estes treinamentos são feitos no intuito de proporcionar uma visão diferente da vida e do mundo. Um diferencial desta vaga é a vantagem de passar mais tempo com a família, pois o motorista vai ficar no máximo dois dias fora de casa. São quatro motoristas por carreta. Dois viajam, voltam e entregam o veículo para outros dois. Irão trabalhar mais ou menos 15 dias por mês e vão estar muito mais vezes perto dos filhos e da esposa. Os motoristas precisam estar bem com si mesmo e a família. Tudo interfere no resultado do trabalho e principalmente na condução de um veículo como esse, de grande porte”, observa a especialista.

Mais nove tipos de oportunidades

Além das 96 para motorista, há outros nove postos oferecidos pela mesma empresa, nas funções de supervisor operacional, assistente administrativo, mecânico, auxiliar de mecânico com carteira de motorista, técnico de segurança do trabalho e assistente de monitoramento. A informação é de que 80% do quadro estão fechados (RH, técnico em segurança do trabalho, mecânico com categoria “E”), mas ainda há tempo hábil para interessados se dirigirem ao Banco do Emprego e participar das entrevistas das duas vagas para auxiliar de mecânico, uma de assistente administrativo e uma para supervisor.

Quase 200 pessoas já foram entrevistadas ao longo dos últimos dias. “A qualificação deve ser constante independentemente da área. Os candidatos que nos procuraram são muito educados e interessados. As pessoas querem melhorar de vida e buscar novas oportunidades, outras ambições. 80% vieram com muito entusiasmo, vontade e preparadas”, reitera a consultora.

Informações adicionais podem ser consultadas junto à Psicolife nos dias em que estará no Banco do Emprego, situado na rua Sebastião Furtado, 81, Centro, esquina com a Benjamin Constant, a uma quadra da Policlínica. Contatos: 3224-0600/3224-0700.