“De Outubro a Outubro Rosa” – mês apresentou ações para o fortalecimento feminino e vislumbra ações permanentes durante o ano

O Outubro Rosa 2021 foi marcado por várias atividades alusivas à saúde e ao bem-estar feminino em ações capitaneadas pelas parlamentares componentes da Procuradoria Especial da Mulher: Katsumi Yamaguchi (Progressistas), Prof.ª Elaine Moraes e Suzana Duarte (ambas do Cidadania). A intenção, no entanto, é que estas atividades se tornem permanentes na Casa do Povo em uma ação batizada pelas próprias vereadoras: “De Outubro a Outubro Rosa”.

A Câmara Municipal de Lages também adotou a campanha e o Plenário Nereu Ramos, os gabinetes, a recepção e a fachada da sede receberam decorações e iluminações com tonalidades róseas para reforçar as ações alusivas ao combate do câncer de mama e de colo do útero. Para mais informações sobre estas doenças, confira a notícia.

Abertura do Outubro Rosa teve sessão especial no dia 1º

Os trabalhos do Legislativo Lageano em relação ao Outubro Rosa neste ano tiveram início com uma sessão especial no dia 1º, na qual estiveram presentes diversas autoridades de saúde e militantes da causa como a coordenadora do Centro de Estudos e Assistência à Saúde da Mulher (Ceasm), Renata Meurer; a assistente social do HTR, Aneida Mendes; a supervisora da regional de Saúde, Roseni Fermino; a presidente da Casa de Apoio Colibri, Neusa Lopes de Oliveira; a presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer, Clairê Rocha; a voluntária da Casa de Apoio às Pessoas com Câncer Maria Tereza, Priscila Machado Alves; e a idealizadora do projeto Alô Elô, Eloilse Oliveira.

Nos depoimentos, sejam presenciais ou em vídeos, as mulheres relataram suas experiências com o câncer de modo a incentivar tantas outras que lutam contra a doença. Também reforçaram a importância da prevenção, da realização da mamografia e do diagnóstico precoce. As responsáveis pela saúde falaram sobre os serviços que o Município e o Governo do Estado oferecem às pacientes. Você confere a íntegra desta sessão em nosso canal no YouTube.

Na ocasião, ainda foi explicitada a dificuldade da Rede Feminina de Combate ao Câncer em manter um espaço de atendimento. As vereadoras encamparam essa batalha e fizeram solicitações à Fundação Cultural de Lages, que prontamente forneceu um espaço na Biblioteca Pública para a disponibilização do serviço. As reuniões no local acontecem todas às segundas-feiras, a partir das 14 horas.

Dinâmica com as servidoras e explanação com médica oncologista

No dia 5 foi a vez das servidoras da Casa participarem de uma dinâmica com a psicóloga Kenny Secchi, que trouxe a elas reflexões ligadas ao bem-estar físico e emocional. “A partir do momento que você faz o seu autoconhecimento, de quem você é, começa a gostar e querer cuidar mais de você. Achei muito dez a dinâmica de se olhar no espelho e extrair de lá nossos objetivos e qualidades”, comentou a colaboradora do Legislativo, Renata Rossini.

A médica oncologista, pesquisadora e professora Maitê Vassen Schurmann falou no dia 7 sobre as origens do Outubro Rosa e a própria doença em si, em especial, o câncer de mama, responsável por mais de 18 mil mortes por ano no Brasil. Ela reforçou os cuidados para quem tem fatores de risco, principalmente doenças cardiovasculares e respiratórias, tabagismo, alcoolismo e obesidade, responsáveis por cerca de 90% dos casos. As primeiras recomendações dela foram a de evitar o cigarro, ter uma alimentação saudável e praticar atividades físicas regulares (cerca de 150 minutos por semana), além de fazer exames preventivos como a mamografia. Especialista em Cuidados Paliativos, Maitê também versou sobre o assunto. Assista o vídeo completo.

Deputada Carmen explica as políticas públicas aprovadas no Congresso sobre o tema

A deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania) foi convidada a explanar para a comunidade lageana no dia 22 sobre as políticas públicas aprovadas no Congresso Nacional referentes ao combate do câncer e ao atendimento às pacientes, tais como o direito constitucional e universal ao Sistema Único de Saúde; a lei 11.664/2008, que garante, entre outros, a realização de mamografia para todas as mulheres a partir de 40 anos via SUS; e a lei 13.980/2020, que assegura a realização de ultrassonografia mamária às jovens com elevado risco de câncer ou que não podem ser expostas à radiação, além de mulheres entre 40 e 49 anos ou ainda às com alta densidade mamária.

Carmen é autora de outras três leis que permeiam esta situação: a Lei dos 60 dias (12.732/2021) garante ao paciente de câncer o direito de iniciar o tratamento da doença via SUS em, no máximo, 60 dias após o diagnóstico; a Lei dos 30 Dias (13.896/2019) define o prazo máximo de até um mês entre a solicitação e a realização de exames referentes à neoplasia maligna; além da própria lei do Outubro Rosa (13.733/2018), que garante espaços para se compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença no intuito de proporcionar maior acesso e conhecimento à população sobre os serviços e tratamentos oferecidos pelo poder público.

Disponibilização de livro de autoajuda às mulheres com câncer e depoimentos de guerreiras que superaram a doença

A Procuradoria Especial da Mulher ainda disponibilizou de maneira gratuita, no site da Câmara de Lages, o livro “Se Tiver Uma Chance, Reinvente-se – Muito Além do Espelho”, da autora lageana Ana Bett Hinckel, também coordenadora do projeto “Laços de Vida”, que promove assistência às mulheres acometidas com o câncer através da confecção e empréstimo de perucas. Acesse o conteúdo.

                A seguir, confira alguns depoimentos em nosso canal no YouTube de mulheres que enfrentam ou enfrentaram esta doença:

                Cintia Oliveira.

                Rosa Maria Donato.

                Celina Fonseca de Carvalho e Terezinha da Rosa Martins.

                Simone Lacerda.

                Maria Goreti Miranda.

Achou essa matéria interessante? Compartilhe!